CUIDADO! Câmaras de segurança "NEST" usadas podem estar-te a espiar!

Filipe Alves
Comentar

Comprar uma câmara de segurança é mais caro do que parece. As "Nest" (da Google) são uma opção com um valor menor e com uma qualidade acima da média. Contudo, ainda assim, o preço pode ser pesado para certas pessoas. Dessa forma, muitos - como eu - olham para o mercado de usados.

Porém, comprar uma câmara "Nest" usada neste momento é preocupante. Pelo menos até a Google resolver o problema em que utilizadores antigos continuam à mesma com acesso à câmara de segurança. Mesmo depois de fazer um restauro de fábrica.

Nest câmara

Wink Smart Home é a culpada

Ainda que a "Nest" não tenha muita culpa no problema, temos de perceber que é responsabilidade da empresa certificar que depois de um reset tudo é eliminado. Até ao momento, utilizadores com uma câmara "Nest" e ligação ao serviço Wink Smart Home conseguem ter acesso às imagens da câmara mesmo que tenhas feito o reset da câmara.

Wink smart home

Esta situação foi reportada por um utilizador que vendeu a câmara online e que mesmo depois de ter feito o reset na câmara tinha acesso às imagens da pessoa que a comprou e instalou em sua casa.

Nunca saberás se alguém está a ver as tuas imagens

O problema é que se compraste uma câmara "Nest" usada não sabes se alguém está com acesso ao teu feed de imagem. Se a pessoa que te vendeu a câmara tinha instalado o Wink Smart Home a probabilidade é enorme. Mesmo que tenhas feito vezes sem conta o restauro de fábrica na tua câmara.

O que fazer se tens uma câmara "Nest" usada

Neste momento o melhor que te podemos aconselhar é desativares todas as câmaras de segurança que tens em casa que foram compradas em segunda mão. Pelo menos até que a Wink ou a Google (Nest) se pronunciem face a situação.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.