Crise na Amazon? Jeff Bezos abandona cargo de CEO!

Abílio Rodrigues
Comentar

Jeff Bezos, o CEO e fundador da Amazon, anunciou que vai abandonar o cargo no final deste ano passando a figurar apenas no conselho executivo da companhia. A posição de CEO passará nessa altura a ser ocupada por Andy Jassy, até agora responsável pela divisão de serviços web da Amazon.

Bezos não revelou os motivos exatos pelos quais anunciou o abandona das suas funções atuais, mas fez questão de se dirigir aos funcionários da Amazon através de uma carta.

Amazon perde o líder Jeff Bezos e recebe Andy Jassy

Andy Jassy
Andy Jassy, próximo CEO da Amazon

Nessa missiva o executivo referiu a intenção de se focar em novos produtos e iniciativas, algo que terá deixado de lado para cumprir as funções que estão ainda ao seu encargo.

A julgar pelo conteúdo da sua carta, parece que Bezos deseja dar mais atenção a outros projetos como o Day 1 Fund, Bezos Earth Fund, Blue Origin, The Washington Post e outras paixões.

Segundo ele Andy Jassy é uma figura bem conhecida dentro da companhia e está lá há quase tanto tempo como o fundador. A verdade é que substituir um nome como o de Jeff Bezos não será tarefa fácil para ninguém mas Jassy era já o líder de uma das áreas mais importantes da empresa.

Bezos promete porém que não pensa ainda na reforma, por isso será provável vermos a sua figura envolvida nas várias atividades da companhia que fundou e ajudou a colocar no topo da indústria.

Andy Jassy já tem provas dadas, mas substituir Bezos não será fácil

A par da notícia da transição de chefia a Amazon revelou também alguns resultados financeiros relativos ao ano passado, com destaque para uma subida dos lucros na ordem dos 47% em relação a 2019.

Em 2020 e com a ajuda do cenário pandémico a marca faturou 21.3 mil milhões de dólares, e 13.5 mil milhões tiveram origem precisamente nos serviços web da Amazon, sob a liderança de Andy Jassy.

Certamente não será fácil ocupar o lugar de uma figura tão controversa quanto Bezos. Aquele que foi até este ano o homem mais rico do planeta viu-se envolvido em várias polémicas, nomeadamente o tratamento dos funcionários dos centros de distribuição da Amazon.

Mais ainda, foi sob a liderança do atual CEO que a marca se tornou numa das mais bem sucedidas do mundo. Nesta fase deixou de ser conhecida como vendedora de livros online para se tornar na retalhista online mais dominante da história.

A transição será completada mais para o final deste ano, dando tempo aos dois executivos para desenhar uma estratégia que melhor sirva os interesses da Amazon.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.