Huawei
Os proveitos da Huawei diminuíram neste ultimo ano

A Huawei é, neste momento, uma das principais fabricantes do mercado. Na China, apenas Xiaomi, OPPO e Vivo conseguem acompanhar as vendas desta gigante, que supera até a Apple nesse mercado.

E olhando bem ao mercado mundial, a terceira posição entre as empresas mais bem sucedidas no mercado mobile é ocupada atualmente pela própria Huawei, apenas atrás da Apple e da Samsung, que vão alternando entre o maior número de unidades vendidas e o maior lucro.

Mas todos este sucesso da Huawei poderá, no entanto, não significar boas coisas. Segundo uma análise vinda da própria empresa, o sucesso da empresa nesta industria terá baixado o lucro obtido pela mesma.

   

Isto porque, segundo o director executivo da Huawei, todo este crescimento implica uma maior market share, e tendo este ramo como um dos mercados com maior concorrência e menor margem de lucro, apesar da grande procura, acaba por não ser dos mais lucrativos.

Ver ainda: BlackBerry KeyOne: Lançamento para as lojas é adiado

A produção de hardware é cada vez mais um dos ramos mais produtivos, com várias empresas a optarem apenas pela segunda, como a BlackBerry com a TLC e Alcatel ou a Google que deixa o fabrico dos seus Google Pixel para a HTC.


Eric Xu, Diretor Executivo da Huawei terá mesmo declarado: “Vamos tomar mais atenção ao melhoramento da eficiência e na redução de investimentos que não tragam retorno”. Se estas palavras se referem ao departamento mobile da empresa, não sabemos, mas com uns impressionantes 139 milhões de dispositivos móveis vendidos, é de duvidar que seja tomada esta opção.

Os resultados da Huawei podem, ainda assim, melhorar. O alcance da empresa no mercado é menor que o que poderia realmente ser, não chegando praticamente ao mercado Americano.

Por exemplo, neste momento o unico flagship Huawei à venda nos Estados Unidos é o Huawei Mate 9, não se esperando que o novo Huawei P10 chegue a este mercado, o que, considerando a sua qualidade, que o Filipe Alves pode comprovar no video abaixo, é de facto uma má opção por parte da empresa.

Mesmo o mercado Sul-Americano seria bem apetecível para esta empresa. Para além dos topos de gama, veríamos dispositivos como o P8 Lite concorrer com os tão amados Motorola Moto G4 e G5, bem como o Honor 8, que faria boa concorrência aos Asus Zenfone 3, também no Brasil muito apreciados.

Veremos a Huawei expandir-se para estes mercados num futuro breve? Deixa-nos a tua opinião nos comentários e diz-nos se gostavas que a empresa se expandisse para mais países.

Outros temas relevantes:

Feita história: Space X reutiliza pela primeira vez um foguetão com sucesso

Marshall Monitor Bluetooth: A música não tem lugar para fios?

HTC U mostra especificações idênticas ao Samsung Galaxy S8

ViaPhone Arena
FonteThe Wall Street Journal
Editor 4gnews e estudante de Direito, nos tempos livres é mais provável encontrar-me a explorar novos géneros musicais, filmes e séries e a passar um bom tempo com amigos e família.