COVID-19: teorias da conspiração levam à destruição de postos 5G e ameaças a funcionários!

Vitor Urbano
3 comentários

Desde que a propagação do Coronavírus assumiu níveis globais e acabou por ser considerada uma pandemia que, as teorias de conspiração têm sido mais que muitas. Uma delas envolve as novas redes 5G, sendo irracionalmente acusadas de facilitarem a propagação do vírus.

De acordo com informações avançadas pelo The Guardian, torres 5G da operadora EE foram incendiadas por membros de grupos "anti-5G" que foram criados ao longo dos últimos meses. Estes grupos acreditam que as redes 5G são responsáveis pela propagação do COVID-19, factos totalmente falsos que já foram desmistificados por inúmeros especialistas.

5G teorias de conspiração

Teorias de conspiração contra redes 5G podem ter graves consequências

Além de várias infraestruturas 5G terem sido alvo de vandalismo com fundamento nestas teorias, foram também danificadas várias infraestruturas que em nada estão relacionadas com redes 5G. Grupos "anti-5G" no Facebook são responsáveis por espalhar fake news para milhares de utilizadores, causando graves problemas desinformação.

Em várias ocasiões, funcionários de operadoras móveis foram mesmo ameaçados e confrontados por utilizadores, sendo acusados de "matar pessoas" por andarem a espalhar o vírus. Como se pode ver no vídeo em baixo, a ignorância pública pode ser tão grave que um simples funcionário é acusado de ser um "assassino" simplesmente porque está a fazer o seu trabalho, que é instalar uma linha de fibra ótica.

This is the consequence of those bonkers Facebook conspiracy theories about 5G. Key workers getting harassed on the street. pic.twitter.com/5z35r6sabp

— Charlie Haynes (@charliehtweets) 2 de abril de 2020

Estas teorias acabaram por ganhar ainda mais destaque quando várias figuras públicas no Reino Unido decidiram partilhar as suas "diarreias mentais" em direto para milhões de pessoas através de canais de televisão e estações de rádio.

Infelizmente, parece que vai demorar algum tempo até que se consiga "exterminar" estes grupos e educar todos sobre os possíveis impactos das redes 5G, que garantidamente não servem para ajudar na propagação de vírus e bactérias.

O Diretor do Serviço Nacional de Saúde britânico publicou um comunicado oficial onde categoriza estas ações como "apenas sem sentido, perigosamente sem sentido". Stephen Powis vai ainda mais longe e acusa estas pessoas de serem responsáveis pela destruição de infraestruturas que podem realmente ter um papel importante no combate à pandemia do COVID-19.

Editores 4gnews recomendam:

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.