Continuum: o que é e o que tenta ser

Pedro Henrique

Já passaram alguns meses desde que a tecnologia à volta da pequena caixa - Microsoft Continuum foi introduzido pela empresa de Redmond e, desde então, algumas funcionalidades foram introduzidas bem como correções de erros existentes inicialmente.

Atualmente, e depois de ter experienciado o uso da Display Dock durante quase todo esse tempo, uma forma de descrever essa tecnologia é inovadora. Porém, o Continuum é mais que uma simples transformação daquilo que existe no smartphone. Ou seja, distancia-se, e ainda bem, das simples representações espécie Miracast porque não se trata de uma representação fidedigna daquilo que está no ecrã do telemóvel. É muito mais que isso.

Com efeito, esta tecnologia é um plus às funcionalidades que vêm presentes no smartphones Windows) podem contar, o que, desde já, constitui uma vantagem face aos outros sistemas operativos. Deste modo, para colocar tudo isto em funcionamento, à exceção do que integra a caixa da Display Dock, apenas é necessário adicionar um cabo HDMI e, se for requerida uma utilização mais vasta, um rato (principalmente) e um teclado (como menos importante).

O melhor desta experiência é a capacidade de serem utilizadas aplicações (universais), em qualquer ecrã, sem que seja comprometida a interação com as mesmas - pela alteração da dimensão de visualização – e, para além disso, e mais importante ainda, pela experiência do browser em si. Por outras palavras, a utilização do serviços Google são muito mais completos e acaba-se por esquecer que tudo isto se faz num smartphone com Windows.

Por outro lado, e mais negativamente, ainda há algumas (ou até muitas) aplicações que não são suportadas e, para além, disso, o que torna toda a usabilidade algo menos satisfatória pois ainda se verificam alguns erros na utilização do Microsoft Continuum, tais como encerramento, sem causa, de algumas aplicações e incapacidade de ajustar (automaticamente) as páginas de alguns sites.

Em suma, o Continuum já é uma válvula de escape para as lacunas que um smartphone Windows possa ter e, quase de certeza, melhorará no futuro para que seja mais que um simples plus como havia sido referido anteriormente, para ser um must, um querer, uma necessidade inegável.

Talvez queiras ver:

  • Aplicação de câmara para Windows 10 Mobile atualizada com novidades interessantes
  • Aqui estão as “novidades” da build 14295 do Windows 10 Mobile
  • Glide: Aplicação de chat de video chega ao Windows 10 Mobile
Pedro Henrique
Pedro Henrique
Fã incondicional de tecnologia e cultura quer partilhar o conhecimento adquirido com todos.