5 razões para comprar os novos Google Pixel 2 e Pixel 2 XL

Bruno Coelho
Google Pixel 2 e Google Pixel 2 XL
Espreita neste artigo cinco razões para comprares os novos Google Pixel 2 e Pixel 2 XL

Os novos Google Pixel 2 e Pixel 2 XL são smartphones de ponta. E embora não possam vir a ser comprados no nosso país, oferecem características que farão salivar qualquer amante de Android – em especial do puro.

Depois do artigo em que me foquei nos pontos menos positivos, hoje pretendo apresentar-te cinco razões para não comprares os novos smartphones da gigante americana, focando-me em pontos mais ou menos subjetivos/objetivos.

Vê ainda: ASUS Zenfone – Quando e a quem chega o update para Android Oreo?

1. A existência de stereo speakers

É verdade que hoje em dia quase toda a gente tem uma coluna Bluetooth ou usa headphones. No entanto, se a feature estiver lá, é de agradecer. E para consumo multimédia, não há nada como som a sair de ambos os lados. E sejamos sinceros, devia ser algo básico e flagships que esta característica estivesse presente. Elogio à Google pela aposta.

2. A câmara continua a ser um dos destaques

A câmara dos Google Pixel 2 e Pixel XL 2 lidera o ranking DxOMark com 98 pontos

No ano passado, a câmara do Pixel foi amplamente elogiada como a melhor câmara num smartphone. E, mesmo sem testar, esta promete. Com uma classificação de 98 pontos no ranking DxOMark, o novo terminal da Google ocupa já a primeira posição neste quesito e parte na linha da frente para manter a pole position de 2017 no que às câmaras diz respeito.

3. Atualizações em primeira mão por três anos

Não vou dar-te nenhuma novidade em parte: ao teres um Pixel 2, terás sempre as atualizações do Android em primeiro lugar. No entanto, agora terás a possibilidade de as ter por três anos, ou seja, até 2020. Na prática os donos dos novos Google Pixel 2 terão Android Oreo de fábrica e rebererão atualizações para a versão P, Q e R. Longa vida!

4. A Google Assistant está mais inteligente

Agora, com um pequeno squeeze (característica trazida do HTC U11), o utilizador pode chamar a sua assistente. A presença nota-se também no contacto com o utilizador: um simples “boa noite” pode silenciar o dispositivo, apagar as luzes e ativar o alarme, se previamente programado. E para além de muitas outras características, a mais básica que me agradou foi a de pedir à assistente para ligar a alguém. Assim sim.

5. Armazenamento ilimitado para fotos e vídeos na cloud

Utilizando o Google Photos, qualquer utilizador dos novos smartphones da Google terá armazenamento ilimitado para todas as fotos e vídeos. E sim, na resolução original em que os ficheiros forem tirados. É uma jogada inteligente e que fará fidelizar muitos utilizadores.

Estes são os cinco pontos que destaco nos novos smartphones da Google e que me fariam optar pelo mesmo. Quais são os teus preferidos? Diz-nos nos comentários.

Outros assuntos relevantes:

Twitter esteve para ser adquirido pela Disney em 2016

Huawei Mate 10 Pro tem novo leak – é tudo uma questão de cor!

LG poderá criar novamente processadores para smartphones Android

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.