Comissão Europeia recomenda esta aplicação em vez do WhatsApp e Facebook Messenger

Filipe Alves
Comentar

A aplicação "Signal" foi a recomendada pela Comissão Europeia para a utilização em troca de mensagens pelos seus funcionários. Ou seja, nem a encriptação do WhatsApp ou facilidade de encontrar pessoas do Facebook Messenger foram as recomendadas.

Esta aplicação "Signal" que é grátis para Android, iOS e Desktop oferece encriptação "ponta-a-ponta" tal como o WhatsApp. A grande diferença é que a App é código aberto. Ou seja, os desenvolvedores podem ver exatamente como é que a aplicação funciona e o que faz com as informações dos utilizadores.

WhatsApp e Facebook Messenger são ambos do Facebook...Isso diz tudo!

Aplicação smartphone

O Facebook é uma rede social fantástica. Porém, todos temos visto os problemas que a empresa está a enfrentar face à privacidade dos seus utilizadores.

O Facebook Messenger é um dos melhores exemplos que podemos ter. Por muito que goste da facilidade de encontrar pessoas na aplicação para rapidamente lhes escrever, as mensagens não são encriptadas por defeito. Tens mesmo de ir às definições do chat e criar uma "conversa secreta" para que tal aconteça.

Já o WhatsApp, que é a aplicação de comunicação mais utilizada no mundo, é controlada pelo Facebook. Por muito que não existam informações concretas que o Facebook utiliza a informação da App de forma a dar-nos publicidade, já não é a primeira vez que isso é posto em causa.

Como instalar a aplicação Signal

Instalar a aplicação é o mais simples. Só tens de ir à loja de Apps do teu smartphone e descarregar. A tarefa mais complicada será convenceres os teus contactos a utilizar a App como aplicação principal de comunicação.

Aproveita para conhecer a lista de VPNs grátis para instalares nos teus dispositivos. Podes ainda descobrir os melhores portáteis para cada tipo de utilizador atualmente disponíveis no mercado.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.