CEO da Xiaomi compara Xiaomi 12 Pro ao iPhone 13 Pro Max, e mostra onde será melhor

Bruno Coelho
Comentar

Nas próximas horas serão formalmente apresentados os primeiros smartphones topo de gama da Xiaomi para 2022. A fabricante chinesa prepara-se para apresentar o Xiaomi 12, Xiaomi 12X e Xiaomi 12 Pro, e tem os rivais bem definidos.

Numa recente publicação na rede social Weibo, o CEO da Xiaomi compara o Xiaomi 12 Pro ao iPhone 13 Pro Max. Lei Jun coloca os equipamentos lado a lado, e com números demonstra que o Xiaomi 12 Pro será mais agradável de segurar nas mãos.

Xiaomi 12 Pro será mais agradável de segurar que o iPhone 13 Pro Max

O Xiaomi 12 Pro tem um painel de 6,73” polegadas, contra 6,7” do iPhone 13 Pro Max, sendo assim ligeiramente maior. Além disso, é também mais alto, com 163,6 mm, contra 160,8 mm do iPhone.

Xiaomi 12 Pro ao lado do iPhone 13 Pro Max
Xiaomi 12 Pro ao lado do iPhone 13 Pro Max

Contudo, a largura é o mais importante para o tornar agradável de segurar. E nisso o Xiaomi 12 Pro ganha com 74,6 mm, contra 78,1 mm do iPhone 13 Pro Max. O Xiaomi 12 Pro até tem uma espessura maior de 8,16 mm contra 7,65 mm, mas pesa apenas 205 g, contra 238 g.

Xiaomi 12 também promete ganhar ao iPhone 13 em conforto na mão

Esta comparação também já havia sido feita anteriormente pelo executivo, quando comparou o Xiaomi 12 com o iPhone 13. Isto porque o novo terminal da Xiaomi terá largura de 69,9 mm, contra 71,5 mm do iPhone 13, tornando-o mais fácil de agarrar. Não obstante, terá um painel de 6,28” contra 6,1” polegadas do iPhone 13.

Xiaomi 12 Pro ao lado do iPhone 13 Pro Max
Xiaomi 12 ao lado do iPhone 13

É bom ver a Xiaomi a esforçar-se por oferecer aos utilizadores um smartphone topo de gama com um tamanho ligeiramente mais reduzido que as anteriores gerações. O sucesso do iPhone 13 mostra que os consumidores gostam disso, e poderá ser um dos trunfos do Xiaomi 12.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.