edge

Com os amantes de tecnologia de olhos postos no novo sistema operativo da microsoft as analises ao sistema não param e desta vez foi o CEO da Mozilla, Chris Beard que detectou um “abuso” da parte da Microsoft.

Chris Beard escreveu uma carta publica ao CEO da Microsoft, onde protesta com o novo sistema da Microsoft que ao fazer a actualização de um sistema anterior para o windows 10 remove o browser predefinido do utilizador pela sua nova criação Microsoft Edge (sucessor do Internet Explorer), segundo o CEO da Mozila este problema já constava nas versões de teste e já tinha sido relatado pela Mozilla ao CEO da Microsoft.

   

O CEO da Mozilla disse estar desapontado ao ver a Microsoft dar um passo a traz e critica ainda a dificuldade imposta ao utilizador para alterar o browser predefinido.

Embora descontente a Mozilla resolveu ajudar os utilizadores a contornar a situação e fez um tutorial passo a passo para alterar o browser predefinido no windows 10.

Com esta critica à Microsoft de não respeitar a vontade do utilizador o CEO da Mozilla deveria ter acrescentado a velha expressão portuguesa “Faz o que eu digo, não faças o que eu faço”, pois recentemente alteraram o motor de pesquisa padrão para o yahoo enquanto os seus utilizadores davam preferência ao motor de pesquisa mais utilizado do mundo, o Google.

Esta carta não passou em branco na Microsoft e um porta-voz da empresa já explicou esta decisão: “Nós projectamos o Windows 10 para fornecer uma experiência de actualização simples para os utilizadores e uma experiência coesa após o upgrade. Durante a actualização, os consumidores têm a opção de definir padrões, inclusive para navegação na web. Após a actualização, eles podem facilmente escolher o navegador padrão da sua escolha. Tal como acontece com todos os aspectos do produto, nós projectamos o Windows 10 como um serviço; se aprenderemos com a experiência do utilizador de que há maneiras de fazer melhorias, vamos fazê-lo”

Se estas com problema para alterar o browser aproveita o tutorial da Mozilla.

Talvez queiras ver: