CEO da Huawei quer voltar a ter serviços Google nos seus smartphones

Filipe Alves
3 comentários

O CEO do segmento mobile da Huawei, Richard Yu, referiu na recente entrevista ao Wired que estão a lutar para que seja possível voltar a ter os serviços Google nos smartphones da Huawei.

A Huawei ficou impedida de trazer serviços Google nos seus smartphones depois da decisão do governo americano de proibir todas as empresas do país a negociar com a Huawei.

Huawei e a Google sempre foram "bons parceiros de negócio"

Huawei Richard Yu sobre os serviços Google nos seus smartphones

Na entrevista, Richard Yu, referiu que a Huawei e a Google sempre foram bons parceiros de negócio e que não é só a Huawei que está a perder com esta proibição.

Richard Yu referiu a Google como "parceiros muito bons." Continuou dizendo que “esperamos obter a licença do governo dos EUA. Nós estamos abertos. No interesse do valor dessas empresas americanas, elas deveriam (dar a licença)... espero que possam nos dar a licença.”

Relembro que a Huawei solicitou uma licença especial ao governo americano para que fabricantes americanas conseguissem fazer negócio com a Huawei. Para já, a maior preocupação é a Google.

Por muito que Android seja "Open Source" e a Huawei consiga utilizar à mesma o sistema operativo da Google, a empresa asiática não é permitida a utilização dos seus serviços.

Ademais, foi reportado que a Google começa a proibir a instalação de serviços Google em smartphones "não certificados", ou seja, smartphones que saem para o mercado sem os serviços Google instalados.

Governo dos EUA podem fazer a vida ainda mais difícil à Huawei

Contudo, Donal Trump, Presidente dos Estados Unidos da América, está a pensar fazer da vida da Huawei ainda mais complicada. Segundo informações anteriores, os EUA estão a pensar em restringir ainda mais o nível de negócios que a Huawei pode ter com empresas americanas.

Ou seja, a TSCM, empresa que fabrica componentes para os processadores da Huawei, pode também ficar proibida de fazer componentes para a Huawei. Isto significará um sério problema para a marca asiática, visto que ainda não tem solução para esses componentes. Ou seja, a Huawei pode ficar mesmo sem conseguir fabricar smartphones se Donald Trump acordar mal disposto. A ver vamos!

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.