Home Informática

CCleaner pode ter infetado a tua máquina com Malware, eis o que fazer!

O teu dispositivo poderá estar infectado com malware devido à versão corrompida do CCleaner. Como detectar a versão infectada e eis o que fazer em seguida, dizemos-te tudo, aqui na tua 4gnews:

Android Malware CCleaner
Créditos da imagem: 4gnews

Depois de confirmada a presença de malware no CCleaner (crap cleaner) que possibilitava a transferência de software nocivo para o utilizador desde keylogers até ransomware agora está na altura de saber o que fazer.

Numa reviravolta pejada de ironia, o programa que prometia optimizar o desempenho da tua máquina viu a sua integridade comprometida, algo que foi confirmado pelos peritos da Cisco Talos.

Vê ainda: CCLEANER INFECTADO COM MALWARE CHEGOU A 2,27 MILHÕES DE UTILIZADORES em Shifter.pt

O ataque de malware foi entretanto confirmado pela própria Avast, atual detentora do CCleaner e também pela agência que desenvolve este software, a Piriform. Agora, e tal como avança o Shifter.pt já só cerca de 730 mil pessoas estarão a utilizar a versão em causa. Mesmo assim, mais vale prevenir!

O que é que este malware consegue fazer?

Sucintamente, este software malicioso ou malware é capaz de recolher informação sobre o teu endereço de IP, o nome do teu computador e a lista de software instalado na tua máquina. É ainda capaz de compilar uma listagem de todo o software ativo na tua rede e envia todas estas informações para um servidor externo.

Android Malware CCleaner
Avast é a atual detentora do CCleaner

Todos os teus números de cartões de crédito, débito e outras informações pessoais podem ser alvo desde malware injetados no CCleaner. Este servidor externo onde estariam a ser armazenadas as informações recolhidas terá sido encerrado no dia 15 de setembro de acordo com as declarações de um representante da Piriform.

Quem foi infectado com este malware no CCleaner?

De acordo com a própria Piriform, a empresa que desenvolve o software Ccleaner, apenas 3% – cerca de 2.27 milhões de computadores utilizaram a versão infectada deste Ccleaner. Mais concretamente, os computadores que utilizavam o Windows 10 na sua versão 32-bits.

Caso sejas um destes utilizadores não entres em pânico, a empresa acredita que conseguiu conter e neutralizar a ameaça antes que algum mal pudesse ser feito.

Como saber se tenho a versão infectada do CCleaner?

As versões do CCleaner infectadas foram as v5.33.6162 ou a versão v1.07.3191 para os computadores Windows a 32-bits. Note-se que a App (aplicação) para Android não parece ter sido afetada.

Versão para Android não terá sido infectada

Caso não tenhas atualizado o teu software desde o dia 12 de setembro não deverás estar em risco uma vez que foi a partir daí que começou a surgir a versão infectada com malware. Caso utilizes a versão Cloud então também já deves ter a nova versão, limpa e atualizada.

Caso não utilizes a versão Cloud do Ccleaner e estejas ainda numa versão mais antiga do CCleaner, por exemplo a v5.33.6162, esta não se atualizará automaticamente.

Nesse caso a Piriform recomenda que elimines a versão antiga da tua máquina e, em seguida, descarregues uma versão nova e limpa através do seu site, aqui.

Para mais informações sobre tudo o que é tecnologia falada em português segue a 4gnews. Acompanha-nos no Facebook, Instagram e claro, no YouTube onde terás também as nossas LiveCasts e os nossos PodCasts semanais.

E tu, utilizas algum optimizador de desempenho para a tua máquina? Seja ela Windows, Mac, Android ou iOS?

Outros assuntos relevantes:

OnePlus disponibiliza nova OxygenOS para o OnePlus 3 e OnePlus 3T

Huawei Mate 10, na melhor versão, custará mais do que o Apple iPhone X

Como seriam os smartphones se o Apple iPhone não tivesse existido?

Viathenextweb
Fontetalosintelligence
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).