Bloomberg - Xiaomi já é uma das marcas mais valiosas

Rui Bacelar
Bloomberg smartphone segredo Lei Jun Xiaomi Mi Store
Lei Jun, CEO e fundador da Xiaomi

Xiaomi, uma marca chinesa que já dispensa apresentações. Já foi considerada a startup mais valiosa do mundo e neste momento equaciona uma entrada no mercado de capitais. Tal como avança a Bloomberg a primeira oferta pública da tecnológica chinesa pode acontecer já no próximo ano.

Vê ainda: 27 Apps gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Segundo fontes próximas da marca, a tecnológica busca uma valorização inicial de 50 mil milhões de dólares. Será um passo extremamente importante para a marca sediada em Pequim e Hong-Kong poderá ser a primeira bolsa a lidar com as ações da marca. Já te imaginaste a investir nesta marca? No próximo ano pode ser uma realidade.

Bloomberg - futuro da Xiaomi pode passar pela Bolsa

Considerando neste momento uma oferta pública inicial ou (IPO) já em 2018 a Xiaomi espera conseguir pelo menos uma valorização de 50 mil milhões de dólares, com alguns analistas mais otimistas a apontar valores superiores.

Já em 2014 a Xiaomi tentou fazer o mesmo. Procurando uma injecção de capital, a marca acabou por ser avaliada em 46 mil milhões de dólares depois de ter conseguido um investimento superior a mil milhões de euros.

Xiaomi Bloomberg
O Mi Mix 2 é o seu atual topo de gama @Bloomberg

Agora, Hong Kong pode ser o próximo centro financeiro a receber a marca, podendo esta conseguir amealhar um investimento de 5 mil milhões de dólares desta vez. Contudo, existem ainda alguns receios junto da banca e das agências de investimento.

O pequeno arroz (tradução literal da palavra Xiaomi em mandarim) foi fundada em 2010 pelo senhor Lei Jun, atual CEO. No início o seu modus operandi foi simples. Copiar a Apple. Agora, graças a uma agressiva campanha de marketing e a uma excelente divulgação da marca através das redes sociais, a personalidade própria da marca já se começa a delinear.

A marca conseguiu ultrapassar a Apple no seu mercado natal onde presentemente ocupa a 4ª posição. Melhor ainda foi o seu desempenho no mercado indiano. Aí, já ombreia com a Samsung e disputa com todas as suas forças o primeiro lugar do 2º maior mercado mundial de smartphones.

Investirias na Xiaomi?

Caso queiras, e para não perderes os próximos artigos, listas, dicas e análises, fiquem atentos às nossas redes sociais como a página de Facebook, Instagram e claro, no YouTube onde terás também as nossas LiveCasts semanais todas as segundas-feiras às 21:30, hora de Lisboa. Estas transmissões em directo são posteriormente publicadas sob o formato de PodCast para que possas desfrutar deste conteúdo em alta-qualidade.

A Bloomberg trouxe sem dúvida ótimas notícias para os fãs da Xiaomi e, quem sabe, em 2018 alguns dos nossos leitores possam até ser acionistas desta empresa. O que me dizes dessa ideia? Estarias disposto a investir numa marca com tão magras margens de lucro?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Qualcomm Snapdragon 845 já é oficial! O novo dragão da Qualcomm

Microsoft – Windows 10 on ARM terá como base o Windows 10 S

Xiaomi Redmi 5 aparece mais uma vez, agora em vídeo promocional

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.