BlackBerry KeyOne: O Android é mais produtivo com teclado físico

Filipe Alves

BlackBerry KeyOne: O Android é mais produtivo com teclado físicoO BlackBerry KeyOne trouxe-nos novamente um teclado físico ao mercado. Melhor ainda, um Android com teclado físico. Muitos dizem que o teclado está morto, outros falam que não trocariam por nada o ecrã grande dos típicos smartphones. Compreendo, contudo, depois do meu tempo com o BlackBerry KeyOne é complicado concordar.

Tenho de admitir que antes da moda do Android chegar ao mercado era um amante dos terminais da BlackBerry. Os smartphones da empresa norte-americana sempre me fascinaram. Boa construção e uma encriptação de internet que me ajudava a poupar os dados.

Vê ainda: Android Oreo remove o “Modo Noite” em alguns Sony Xperia

Hoje a encriptação dos dados já não é assim tão importante, porém, a encriptação dos terminais BlackBerry fazem deles um dos mais seguros para utilizar em 2018. Principalmente pelas suas constantes atualizações de software e patches de segurança.

São raras as vezes que volto a escrever do mesmo smartphone depois de fazer uma review, todavia, este BlackBerry KeyOne merece. O dispositivo Android não é topo de gama, não oferece um ecrã brilhante nem nos dá uma câmara fenomenal. Aliás, este BlackBerry KeyOne, como disse na review, é um terminal de gama-média aceitável.

BlackBerry KeyOne é um dos Android mais completos que já vi!

Mas há mais nesta história. Depois das reviews normalmente volto a pôr o telefone na caixa e a pegar noutro terminal para review ou uso pessoal. Algo que não aconteceu com este KeyOne. Perdi a conta das vezes que lhe meti o cartão SIM e o voltei a utilizar como terminal do dia.

Há pormenores que me deixam fascinado pela utilização deste Android. Primeiro temos o teclado. O gosto e rapidez de escrita num teclado físico. Acredites ou não sou mais rápido no teclado físico que num ecrã. O teclado serve também de trackpad. Ler conteúdo na internet é brutal. Um deslize no teclado e a página interage.

Mas aquilo que mais gosto neste BlackBerry KeyOne é a sua produtividade. O Multi-tasking divide as páginas em pequenos quadrados com rápido acesso e a forma como consigo fazer mais tarfeas ao mesmo tempo de uma forma mais organizada é inacreditável.

Não é perfeito, longe disso! O BlackBerry peca por não ter especificações topo de gama. No meu modo de vida, peca também pela integração com MacOS não ser a melhor. Porém, para Android, é o mais completo que alguma vez utilizei.

Sabe mais sobre preços do smartphone aqui

Não aconselho a compra para quem nunca teve um BlackBerry. A primeira impressão pode não ser positiva. É complicado habituar ao teclado físico, porém, vale a pena as horas investidas de treino! E se gostas de BlackBerry, este KeyOne vale todos os cêntimos pela sua irreverência.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Android Oreo será o sistema operativo do Samsung Galaxy J4

Xiaomi Mi Mix 2S: Chegará o topo de gama com Google Android One?

Google Assistant chegará finalmente a Portugal de forma oficial!

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.