Bill Gates salta em defesa da Huawei! "A Huawei sempre foi muito inovadora"

Filipe Alves
2 comentários

O conhecido bilionário e fundador da Microsoft falou recentemente acerca da Huawei e um pouco sobre a polémica que tem vindo a cair na marca asiática.

Lembro que o governo americano proibiu qualquer empresa dos EUA de conduzir negócio com a Huawei com receio que a empresa chinesa pudesse fornecer dados dos utilizadores e empresas ao governo chinês.

Bill Gates tem uma opinião formada da Huawei

Bill Gates na Huawei

Contudo, Bill Gates não concorda com estas sanções. Chegou mesmo a comparar a tecnologia chinesa com a americana. Indicando até que pensar que todas as empresas chinesas fornecem dados ao seu governo é impensável.

O conhecido bilionário indicou que "como em todos os bens e serviços, a Huawei também deve passar por testes objetivos. Os equipamentos da Huawei foram usados para espiar? Tudo da China que deseja entrar nos EUA é mau? Ou tudo dos EUA, como motores de aeronaves, software etc., é mau? Essas ideias são loucas".

Em defesa da Huawei, Bill Gates afirma

Para mostrar ainda mais o seu ponto de vista, Bill Gates continua dizendo que "Não há dúvida de que a China terá uma empresa líder mundial em muitos campos. Isso é bom para o mundo. A Huawei produz produtos 5G de baixo custo, competindo com outras empresas. Obriga as outras pessoas a baixar preços ou tentar melhorar os seus produtos. É uma coisa boa. A Huawei sempre foi muito inovadora."

A palavra de Bill Gates é importante

Podemos todos concordar que Bill Gates não é qualquer pessoa. Fundou a Microsoft e tornou-se numa das maiores referências do nosso tempo a par de Steve Jobs.

Estas afirmações dão uma outra perspetiva sobre a Huawei. Principalmente aos especialistas americanos que se recusam a querer ver o outro lado da moeda.

Editores 4gnews recomendam:

2 comentários
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.