Apple iOS 10 1De acordo com um analista de mercado da Barclays, Mark Moskowitz, a procura pelos iPhones deverá permanecer bastante moderada durante o resto de 2016. Este abrandamento na demanda pelos smarphones da Apple estará acompanhada por uma diminuição no número de unidades vendidas durante o trimestre fiscal que terminou em junho.

Mesmo assim, durante o último trimestre a Apple terá vendido cerca de 39.9 milhões de iPhones (números avançados pelo analista), o que representaria uma diminuição de 1 milhão de unidades vendidas face às estimativas anteriores de 40,9 e antes desse, 46.6 milhões para o último trimestre.

Em boa verdade, esta é a 3ª vez que as estimativas de mercado são revistas em baixa para a primeira metade de 2016 e, mesmo para todo o ano de 2016, os analistas voltam a baixar as suas expetativas, prevendo um total de vendas que rondará os 212 milhões de unidades.

   

Números que não deixam de ser impressionantes mas que já foram mais pujantes, algo que é perfeitamente compreensível face à proximidade da apresentação da próxima geração de Apple iPhone’s. Com efeito, estaríamos a assistir a uma diminuição de 12% no total de Apple iPhone’s vendidos este ano, na eventualidade das estimativas de mercado estarem corretas.

Contudo, este analista da agência Barclays, prevê uma recuperação de 10% para o ano que vem, com a Apple a vender 224.4 milhões de smartphones durante o ano de 2017. Mesmo assim, esta expectativa também foi revista em baixa face à previsão inicial de 233.8 milhões de unidades vendidas no próximo ano.

Em suma, apesar das previsões dos analistas não serem muito optmistas, resta-nos aguardar pela divulgação dos relatórios oficiais de contas pela Apple, algo que deverá acontecer no dia 26 de julho e aí poderemos confrontar os factos com as previsões.

Talvez queiras ver:

ViaPhonearena
FonteApple Insider
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).