Bad Investigate Filme
O novo filme de Luís Miguel da Rocha Ferreira

O filme Bad Investigate, foi realizado por Luís Miguel da Rocha Ferreira, mais conhecido por Luís Ismael (nome artístico em homenagem ao pai, já falecido), que ficou célebre do grande público pela longa-metragem Balas e Bolinhos 1.

Feito em 2001, após várias recusas e apenas com a distribuição de cinco cópias pela Lusomundo (distribuidora), sendo preciso um empréstimo pessoal de 50 mil euros concedido ao realizador, para que o filme fosse produzido.

Vê ainda: Android. Meizu 15 Plus pode vir a ser uma das beldades em 2018

O que na altura, parecia ser um filme sem qualquer sentido e, talvez por isso, com tanta graça, foi na realidade uma comédia bem sucedida, a qual deu origem a mais dois filmes da mesma saga.

Após seis anos, da estreia do filme Balas  Bolinhos 3 – O último capítulo, que teve um grande sucesso de bilheteira. (Ultrapassando os duzentos mil espectadores), chegou Bad Investigate. Filme cujo o argumento e a realização estão ao cargo de Luís Ismael (também um dos protagonistas da trama) e que, não deixa nada a desejar a uma boa comédia de acção.

Bad Investigate é o novo filme de Luís Miguel da Rocha Ferreira

Este filme, conta a história de Alex (Luís Ismael) e Cid (Francisco Menezes), dois detectives pouco ortodoxos. O primeiro, chegou a entrar para a polícia mas consumia droga e foi descoberto, e Cid,nunca passou nos testes. Os dois são ajudados pelo corrupto sub-comissário Romeu (JD Duarte) que, para mostrar trabalho feito, os “contrata” para resolverem alguns crimes.

Romeu quer receber uma promoção e, pede mais uma vez os serviços de Alex e Cid, para acompanharem um agente do FBI (Federal Bureau of Investigation), Sam Folkes, interpretado por Eric da Silva, a apanharem um traficante de droga internacional, que se encontra em Portugal.

E, na verdade esta história,que tem a duração de quase duas horas, acaba por entreter bem, está bem construída, é consistente e faz rir.

Uma produção que faz jus, a muito boas comédias de acção internacionais e que, segundo o próprio realizador. ” Era um projeto mais ambicioso, mas conseguimos fazê-lo”. (Com um orçamento de 500 mil euros, subsidiado em 40% pelo Instituto do Cinema e do Audiovisual e que anteriormente já tinha rejeitado o filme). E de facto, o resultado desta longa-metragem está bem conseguido.

A Lightbox Filmes, foi a produtora deste filme, criada há sete anos pelo próprio Luís Ismael e JD Duarte.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Android. Sony prepara-se para lançar um Xperia sem jack 3.5mm

Opera. Browser já protege o Android e iOS contra a mineração de Bitcoin

Android. Meizu 15 Plus pode vir a ser uma das beldades em 2018

Sempre gostei da forma como uma história se pode transformar no grande ecrã! Desde que me lembro, sempre fui uma apaixonada por cinema, e procuro também fazer da minha vida um filme apaixonante!