Apple Watch revela doença cardíaca desconhecida de homem de 79 anos

Carlos Oliveira
Comentar

O mais recente relato das potencialidades de deteção de doenças cardíacas do Apple Watch constitui uma história irónica. Em causa está um veterinário norte-americano, de 79 anos, que era "forreta demais" para comprar o smartwatch.

Ainda assim, alguém achou por bem oferecer-lhe um Apple Watch e ainda bem que o fez. Depois de começar a usar este smartwatch, o Dr. Ray Emerson foi alertado para batimentos cardíacos irregulares.

Confrontado com este alerta, Dr. Emerson rapidamente dirigiu-se a um especialista de saúde para averiguar se existia razão para alarme. Depois de feitos alguns exames médicos, o homem de 79 anos foi diagnosticado com fibrilação atrial. Rapidamente foi submetido a uma cirurgia e agora encontra-se bem de saúde.

Apple Watch

Apple Watch é agora o "melhor amigo" deste veterinário

Não é a primeira vez que vemos relatos de que o Apple Watch foi responsável pela descoberta de várias doenças cardíacas dos seus utilizadores. O mais caricato nesta situação é o facto de Dr. Ray Emerson não querer gastar o seu dinheiro na compra deste smartwatch.

Depois de lho terem oferecido e de ter sido alertado para esta condição de saúde, Dr. Emerson olha agora para o seu Apple Watch como o seu "melhor amigo". Possivelmente, este homem estará arrependido de não o ter comprado mais cedo. Felizmente, o alerta chegou a tempo.

Desde o modelo original do Apple Watch que este é capaz de detetar irregularidades no batimento cardíaco dos seus utilizadores. São vários os cardiologistas que afirmam que muitos dos seus utentes veem até aos seus consultórios depois dos alertas deste smartwatch para eventuais problemas de coração.

São estes pequenos acontecimentos que têm ajudado a cimentar a posição de liderança do Apple Watch no mercado. Este gadget é visto como muito mais do que um acessório gimmick para o pulso. O Apple Watch é cada vez mais visto como um acessório de saúde.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.