Apple Watch pode em breve detetar níveis de oxigénio no sangue. Sabe como

Bruno Coelho
Comentar

A Apple continua a trabalhar para tornar o seu relógio inteligente num produto cada vez mais completo no que diz respeito a saúde. E, ao que tudo indica, um dos próximos passos nesse sentido vai ser uma funcionalidade que permite detetar os níveis de oxigénio no sangue.

Esta foi uma funcionalidade descoberta em exclusivo pelo site 9to5Mac, após análise a algumas partes do código do iOS 14. A Apple estará assim a desenvolver uma “nova notificação de saúde baseada na medição vital”.

Isto fará com que “quando o Apple Watch detete uma baixa saturação de oxigénio no sangue”, o utilizador receba uma notificação, tal como já acontece em funcionalidades de frequência cardíaca.

Utilizador recebe notificação se os níveis de oxigénio no sangue estiverem abaixo do saudável

Para se ter uma noção, os níveis de oxigénio considerados saudáveis ficam entre os 95% e os 100%. Contudo, níveis de oxigénio no sangue abaixo de 80% podem comprometer o coração e o cérebro.

Por enquanto não se sabe que tipo de software e hardware é necessário para abarcar esta funcionalidade. Por isso, esta pode chegar apenas no próximo Apple Watch Series 6 ou também aos modelos mais antigos que suportem o watchOS 7.

Segundo a fonte, o hardware original do Apple Watch tem a capacidade de medir os níveis de oxigénio no sangue através do sensor de batimentos cardíacos. Para já, esta ainda é uma funcionalidade em desenvolvimento, tal como a possibilidade de monitorizar o sono de forma nativa.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.