Apple Watch está a perder terreno para a Huawei e Samsung no mercado de smartwatches

Carlos Oliveira
Comentar

O Apple Watch é, já há vários anos, líder incontestável do mercado de smartwatches. O gadget da Apple é bem mais que um relógio que te dá notificações e a concorrência tem-se esforçado para conseguir combater esse produto.

Com a libertação do novo relatório de análise de mercado da Canalys, constatemos que a concorrência começa a ganhar terreno. No primeiro trimestre de 2020, as vendas do Apple Watch caíram 13% face ao mesmo período de 2019.

Smartwatches Canalys

Embora tenha sido uma queda que não deva ser ignorada, o Apple Watch continua a liderar confortavelmente este nicho de mercado. Nos primeiros três meses do ano, o gadget vendeu 5.2 milhões de exemplares em todo o mundo.

Segundo a Canalys, a queda nas vendas do Apple Watch deve-se, em muito, ao sucesso dos AirPods. Estes são dos acessórios da Apple com mais sucesso e na impossibilidade de comprar uns AirPods e um Apple Watch, os consumidores estarão a optar pelos primeiros.

Huawei é quem mais cresce no início deste ano

Analisando as restantes posições da tabela divulgada pela Canalys, vemos que a Huawei foi quem mais cresceu no primeiro trimestre deste ano. A empresa chinesa conseguiu vender 2.1 milhões de dispositivos entre janeiro e março deste ano.

Apesar de todas as suas dificuldades com os EUA, a Huawei conseguiu mais que dobrar as suas vendas neste nicho de mercado. Foi a empresa que mais cresceu neste período temporal, reforçando a sua segunda posição.

Logo de seguida temos a Samsung, que também teve um crescimento bastante saudável no primeiro trimestre do ano. A sul-coreana cresceu 46%, totalizando 1.8 milhões de smartwatches vendidos.

As duas empresas asiáticas foram das que mais contribuíram para o crescimento global do mercado de smartwatches. Num período complicado devido à pandemia da Covid-19, este mercado cresceu 12%, face ao mesmo período de 2019.

Google e WearOS fora dos lugares de destaque

Não podíamos terminar este artigo sem notar a ausência da Google e do WearOS do top-5 do mercado de smartwatches. Os gadgets com o sistema operativo da americana continuam a não ser a preferência dos utilizadores.

A verdade é que o WearOS continua a não ser a plataforma perfeita para estes dispositivos. Apesar da sua interface apelativa, os constantes problemas com a autonomia dos seus equipamentos continua a afugentar os utilizadores.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.