Apple vê fábrica de iPhones destruída por trabalhadores em fúria!

Rui Bacelar
2 comentários

Os trabalhadores de uma fábrica da Apple na Índia tomaram medidas extremas perante condições de trabalho inaceitáveis. O caso ocorreu no último sábado e levou à destruição das instalações, bem como inúmeras produtos como os novos iPhone.

Com vários vídeos a mostrar a selvática destruição da loja Apple, há um número igualmente preocupante de queixas de más condições laborais, claramente abusivas. Entre salários retidos, a remunerações negadas, os motivos para a revolta são múltiplos.

A devastação bem visível da fábrica da Apple

Karnataka: #Violence at iPhone production plant run by Taiwan-based #Wistron Corp at Narasapura (in Kolar district) near #Bengaluru. Employees allege they have not been paid properly. pic.twitter.com/GKbeFeyRKc

— TOI Bengaluru (@TOIBengaluru) 12 de dezembro de 2020

Há carros tombados a serem consumidos pelas chamas, janelas violentadas com extintores e montras de vidro estilhaçadas. A fábrica que produzia os smartphones iOS ficou em escombros, tendo os trabalhadores atingido e ultrapassado o ponto de saturação.

A violência terá sido despoletada por uma redução na remuneração mensal, de acordo com o Times of India. Essa terá sido a gota de água que resultou na destruição da fábrica detida pela empresa sediada em Taiwan, a Wistron Corporation e onde se produzia a atual iteração do Apple iPhone SE.

Os desacatos terão começado durante uma troca de turnos, com os trabalhadores a danificar as instalações da fábrica, começando pela mobília e equipamento de escritório. Contudo, os ânimos depressa aqueceriam no exterior das instalações.

O cenário de destruição no local de montagem do iPhone SE

Alleging unpaid salaries, workers vandalize iPhone manufacturing unit near Bengaluru pic.twitter.com/pbW6xAwA0I

— The Indian Express (@IndianExpress) 12 de dezembro de 2020

Segundo as fontes locais, mais de 2000 trabalhadores estiveram envolvidos nos desacatos que resultaram em danos avultados para a Wistron Corporation. Entretanto, as autoridades já investigam o sucedido, tentando apurar responsabilidades.

A situação mereceu a reprimenda de CT Ravi, secretário-geral do Governo para aquela região que apelou à paz e entendimento, censurando condutas violentas como meio de resolução.

"É um acontecimento desafortunado, o ataque violento à linha de produção da Wistron, por agitadores perto de Kolara. Numa altura em que muitas empresas estão a trocar a China pela Índia, tais ataques dão mau nome ao Estado.", afirmou o Ravi.

It is unfortunate that Wistron manufacturing plant was violently attacked by agitating workers near Kolara.At a time when many companies are shifting base from China to India, such attacks give a bad name for the State.I request CM @BSYBJP to order a probe into this incident.

— C T Ravi 🇮🇳 ಸಿ ಟಿ ರವಿ (@CTRavi_BJP) 13 de dezembro de 2020

A fábrica da Wriston entrou em operações no início de 2020, empregando cerca de 5000 trabalhadores como parte de um investimento multi-milionário na Índia.

A Apple começou a montar os iPhones na Índia em 2017, sendo a fabricante líder no segmento premium.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.