Apple: um dos próximos iPhone 12 não vai surpreender no desempenho!

Filipe Alves
1 comentário

A Apple está prestes a lançar de forma oficial os seus novos iPhone 12. Ainda que tenhamos ideia de algumas características dos novos smartphones, as informações só começam a ser mais concretas agora.

De acordo com as informações, este ano teremos 4 novos modelos. Um iPhone 12, 12 Pro, 12 Pro Max e ainda um modelo "Mini". Atenção que os nomes ainda podem ser alterados até ao lançamento.

iPhone 12 Mini não terá o mesmo desempenho dos outros iPhones

As mais recentes informações referem que o novo iPhone 12 Minin não será propriamente um topo de gama. Ou seja, não teremos o mesmo processador que os outros iPhones contam.

Em vez disso, este novo telemóvel será a feito a pensar nos dispositivos de gama média. Um telemóvel com um chip chamado B14 e com menos possibilidades que os seus "irmãos".

Apple poderá implementar este processador nos novos iPhone SE

Este será o processador dos smartphones da Apple que não são topo de gama. Isto é, é plenamente plausível imaginar este tipo de processador nos próximos iPhone SE.

O modelo do iPhone SE 2020 tem o mesmo processador que os iPhone Xs, certamente por isso conquistou uma larga escala de mercado e popularidade.

Porém, a Apple mudou a sua ideologia. Os telemóveis são um meio para atingir um fim. O seu modelo de negócio mudou seriamente nos últimos anos. Deixou de ser um modelo a pensar em hardware para ser um negócio a pensar em serviços de software. Veremos até que ponto é que o desempenho do novo iPhone 12 Mini será tão inferior comparado aos outros modelos.

Editores 4gnews recomendam:

  • Redmi Watch: novo smartwatch barato da Xiaomi a caminho
  • Realme mostra primeira imagem do smartphone que muitos querem
  • Google Maps e Covid-19: navegação mais segura chegou
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.