apple_car

Os rumores da Apple ter intenções de construir o seu próprio carro elétrico remontam já a 2014. Aquilo que foi sendo rumorado ao longo dos últimos dois anos era que a Apple, em parceria com alguma construtora de automóveis, poderia estar a desenvolver um carro de nome próprio, cujo produto final pudesse ser idêntico ao que os Tesla oferecem neste momento.

Vê também: Desaire do Note 7 dará à Apple mais 7 milhões de vendas

   

Este rumor que foi alimentando a imaginação de muitos, chegou a ser equacionado para chegar finalmente ao mercado em 2019. Mas se eras uns dos que sonhava com tal feito, então o melhor é “acordares”. Segundo a Bloomberg, a Apple terá desistido da ideia de construir o seu próprio carro, focando-se agora apenas no desenvolvimento do software.

As razões por detrás desta decisão poderão esta relacionadas com a cadeia de fornecimento do material necessário para tal ou até mesmo por desacordos relativos à estratégia para a construção do Apple Car.

Apple-Car

Assim sendo, o futuro do Apple Car deverá passar então apenas pelo desenvolvimento de software. Mesmo assim, os pormenores são escassos, não se sabendo muito bem qual a finalidade deste software. O mesmo deverá ficar relacionado com a capacidade dos carros equipados com o mesmo serem capazes de se auto-conduzirem. Depois de desenvolvido, a Apple deverá vender o seu programa a marcas automóveis já instaladas no mercado, afim de ser aplicado nos seus modelos.

Se os pormenores relativos ao lançamento de um Apple Car sempre foram algo escassos, tal não se modificou neste momento. Sabemos que a empresa de Cupertino se deverá focar agora no software, mas não se sabe ainda o seu propósito, nem quando o mesmo poderá ser libertado.

Talvez queiras ver:

Elon Musk adia apresentação da Tesla para quarta-feira

Em caso de avaria do botão home do iPhone 7 o mesmo será substituído por um virtual

Samsung já iniciou a produção em massa do seu próximo processador

 

Viawccftech
FonteBloomberg
O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal mata-tempo.