Apple passa a Samsung. Xiaomi surpreende no último trimestre de 2017

Rui Bacelar
Apple iPhone Xiaomi Samsung
A marca da maçã foi a mais procurada no último trimestre do ano.

Neste momento já todas as principais construtoras de dispositivos móveis publicaram os seus relatórios oficiais. Depois de termos visto os bons resultados da Samsung, seguiram-se hoje os bons resultados da Apple. Ora, como é que estes se comparam? E como é que a Xiaomi se está a tornar numa das maiores surpresas no mercado mobile?

Sustentamos o nosso artigo nos dados fornecidos pela agência International Data Corporation (IDC) e da Strategy Analytics. Ambas as agências também publicaram recentemente os seus relatórios alusivos ao mercado mobile e à performance das maiores fabricantes durante todo o ano de 2017. Analisam também a performance trimestral das principais marcas.

Vê ainda: 24 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

De uma forma muito sucinta, os dados revelam que no último trimestre de 2017 foi a Apple quem mais smartphones e dispositivos móveis vendeu. O valor atinge os 77.3 milhões de iPhones vendidos nos últimos três meses de 2017. Mais do que qualquer outra construtora durante o mesmo período.

Por outro lado, a Samsung continua a ser a empresa que mais smartphones vendeu durante todo o ano de 2017. Com um total de 317 milhões de unidades vendidas mantém-se assim, feito o balanço anual, no topo do mercado mobile. Temos também a impressionante performance da Xiaomi.

Apple passa a Samsung, Xiaomi cresce, muito!

Olhando para esta marca chinesa, já com 28.1 milhões de dispositivos móveis vendidos entre outubro e dezembro de 2017. A marca regista assim um estrondoso crescimento face ao período homólogo de 2016, nesse período venderia "apenas" 14.3 milhões de dispositivos Xiaomi. Em suma, a fabricante chinesa quase que duplica o número de unidades vendidas nos últimos três meses de 2017.

Olhemos agora para os dados mais recentes. Para todos os efeitos tivemos uma quadra natalícia mais branda no que à procura por novos smartphones diz respeito. Menos compras do que no mesmo período de 2016.

Apple, Samsung, Xiaomi, Huawei, o estado do mercado mobile:

Samsung Apple Huawei Xiaomi

Com efeito e de acordo com os dados da International Data Corporation (IDC) Worldwide Quarterly Mobile Phone Tracker, as construtoras venderam um total de 403.5 milhões de unidades neste trimestre. O valor representa uma queda de 6.3% quando olhamos para 2016 e para os 430 milhões de dispositivos vendidos nesses mesmos três meses.

Apple, Samsung e Xiaomi no centro da análise

Já por outro lado, quando olhamos para o valor anual, foram vendidos cerca de 1.472 mil milhões de smartphones. Valor que representa um declínio de 1% face ao valor registado em 2016.

Este valor surge como o resultado de um abrandamento no mercado norte-americano e no mercado chinês. Pelos vistos os consumidores estão cada vez menos apressados em trocar para a nova geração de topos de gama.

A Apple registou uma pequena contração nas vendas face ao período homólogo de 2016. Nestes últimos três meses a empresa de Cupertino vendeu 77.3 milhões de unidades. Teve uma queda de 1.3% face ao valor registado em 2016. Mesmo assim a Apple conseguiria superar a Samsung e tornar-se na maior construtora neste final de 2017.

Apple ultrapassa a Samsung no último trimestre

Huawei Xiaomi Apple iPhone X Samsung Galaxy S9 Huawei P20 Apple iPhone X
A concorrência está cada vez mais acirrada ©reuters

As causas para o sucesso assentam no Apple iPhone 8, 8 Plus e claro, no seu iPhone X. Com diferentes preços e diferentes produtos premium, a Apple continua a atrair cada vez mais consumidores para o ecossistema iOS. Aqui, apesar de a procura pelo iPhone X não ser tanta quanto a esperada, não deixou de ser forte. A Apple terminou o ano em 2º lugar, atrás da Samsung com 215.8 milhões de unidades vendidas em 2017. Uma diminuição de 0.2% face a 2016.

A Samsung permanece no topo quando olhamos para o volume anual de vendas em 2017. Já por outro lado, no último trimestre do ano seria ultrapassada pela Apple. A gigante sul-coreana vendeu 74.1 milhões de unidades nestes últimos três meses. Registou uma queda de 4.4% relativamente ao mesmo período de 2016 onde vendeu 77.5 milhões de equipamentos.

Samsung continua a liderar no volume anual de vendas

Huawei Android Xiaomi Samsung Galaxy S8 Android Oreo
Até agora, os S8 são os seus melhores equipamentos ©reuters

A Samsung acabaria o ano com 317.3 milhões de unidades vendidas. Valor que representa um aumento de 1.9% face aos 311.4 milhões vendidos em 2016. Apesar do desaire do Note 7 e da crescente pressão de marcas como a Xiaomi, Huawei, Oppo e outras, a Samsung aguentou-se forte. Agora, as suas atenções estão depositadas nos próximos Galaxy S9.

Xiaomi foi a grande revelação de 2017

Olhemos agora para a Xiaomi, a fabricante chinesa foi a grande surpresa do ano. Em boa verdade, a Xiaomi duplicaria a sua quota de mercado de 3.3% durante o último trimestre de 2016 para 7% no último trimestre de 2017. Um crescimento de 96% de ano para ano.

A Xiaomi cresceu imenso de ano para ano. Além disso, a Xiaomi cresce cada vez mais fora da China. Neste momento a Índia e a Rússia são dois grandes mercados em que a Xiaomi tem recebido cada vez mais força.

Em todo o ano de 2017 a Xiaomi venderia um total de 92.4 dispositivos móveis. Cresceu 74.5% entre 2016 e 2017. Acabou o ano com uma quota de mercado 6.3%. Em suma, a Xiaomi ultrapassou até a OPPO no último trimestre e acabaria o ano em 5º lugar, atrás desta.

E tu? Tens algum dispositivo móvel destas construtoras?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Xiaomi Mi 7, Huawei P20 ou Galaxy S9? Quais as expectativas?

Huawei. O que nos diz sobre as tendências e futuro da tecnologia Android?

Galaxy S9 Active e Galaxy Note 9 foram “confirmados”

Fonte |Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.