Apple -Samsung não abranda os seus Galaxy para salvaguardar a bateria

Rui Bacelar
Apple Galaxy Bateria Samsung Galaxy Huawei smartphone Portugal Samsung Galaxy Android Oreo
A Samsung ocupa o lugar cimeiro em Portugal

Depois de vários utilizadores se terem apercebido de que os seus smartphone Apple se tornavam mais lentos com o passar do tempo, o caso foi aqui esclarecido. Entretanto, a própria Apple já emitiu um pedido de desculpas pelo sucedido. Em causa estava o abrandamento intencional da performance para salvaguardar as baterias. Agora, a Samsung já veio a público afirmar que não aplicava a mesma medida aos seus smartphones Galaxy para prolongar vida útil da sua bateria e do smartphone.

Entretanto, a gigante de Cupertino está a enfrentar várias ações legais (processos) por parte de consumidores inconformados com tal postura. Sem que os seus clientes disso tivessem noção, sem qualquer aviso, a Apple estava a abrandar os dispositivos. O seu intuito final, apesar de compreensível não justifica a ausência de transparência para quem usa os seus iPhone's.

Vê ainda: Google Play Store Android – TOP20 Pack de ícones grátis (tempo limitado)

Entretanto, como seria de esperar os consumidores começaram a perguntar-se se as fabricantes Android não aplicavam a mesma medida. Agora, precavendo tal situação, a Samsung veio a público esclarecer que não "desacelera" os seus Galaxy que utilizem uma bateria antiga.

Perante a acção da Apple, a Samsung veio a público clarificar o tema

Já há vários anos que esta "Teoria da Conspiração" era sugerida. O abrandamento intencional dos iPhone's antigos para que os consumidores fossem forçados a comprar o novo modelo. Agora, à luz das novas revelações, confirma-se a teoria. Pelo menos em parte.

Perante provas suficientes, a Apple admitiu que tornava, de forma intencional, os seus iPhone's mais lentos. O motivo? Prolongar a vida útil das baterias e, consequentemente dos seus smartphones iOS.

Devido à natural degradação das baterias, estas passam a debitar menos energia com o passar do tempo. Ora, para precaver encerramentos inesperados dos dispositivos, a Apple aplicava um algoritmo que abrandava os processadores de forma a não serem tão exigentes com as baterias.

Samsung não abranda os seus Galaxy para salvaguardar a bateria

De forma a evitar encerramentos abruptos do dispositivos devido à incapacidade da bateria em fornecer a energia requisitada, o iPhone ficava mais lento. Este algoritmo foi introduzido no ano passado para os dispositivos iPhone 6, iPhone 6S e iPhone SE.

Agora, a grande rival da Apple, a Samsung, veio a público reafirmar que não aplica tal procedimento aos seus Galaxy. Disse categoricamente que não reduz a performance do CPU com as novas atualizações de software. Afirma não aplicar tal estratégia para prolongar a vida útil do smartphone e da sua bateria.

Pode ler-se o seguinte no comunicado da Samsung " A qualidade do produto sempre foi e sempre será a prioridade da Samsung Mobile. Nós garantimos uma duração longa da vida útil das nossas baterias através de um procedimento de segurança com várias etapas. Desde algoritmos de software que regulam a corrente de carregamento e a duração do mesmo. Não reduzimos a performance do CPU (processador) através das atualizações de software".

E tu, como interpretas a postura da Apple? Terá procedido corretamente ou deveria ter informado os consumidores? Deixa-nos a tua opinião abaixo, nos comentários.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Qualcomm Snapdragon 670, 640 e 460 com especificações reveladas

Qualcomm vs Samsung – Galaxy S9 apresentará dia 4 o seu novo Exynos

Huawei enfrentará o seu maior teste em fevereiro com os Huawei Mate 10

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).