Apple: primeiro Mac Pro fabricado nos EUA está nas mãos de Donald Trump

Abílio Rodrigues
Comentar

Foi no ano de 2019 que a Apple organizou um evento numa fábrica do Texas onde a companhia estava a produzir o seu poderoso computador Mac Pro. Um dos convidados de Tim Cook foi o ex-Presidente dos EUA Donald Trump, que acabou por levar para casa a primeira unidade do Mac Pro de nova geração a ser produzida em solo americano.

A revelação foi feita agora que Trump abandonou a Casa Branca e foi publicado o seu derradeiro relatório financeiro. Nesse documento podemos ver uma referência ao primeiro computador Mac Pro produzido na Flex Factory em Austin, com um valor nominal de $5999.

Donald Trump recebeu presente simbólico do CEO da Apple

Check out the gifts that people –– including the CEOs of @Boeing, @Ford and @Apple –– gave Trump. (from his final financial disclosure report, released today) https://t.co/nJYwiIxvAB pic.twitter.com/WiZP5HZ3EJ

— David Enrich (@davidenrich) 21 de janeiro de 2021

O convite a Donald Trump teve origem nas políticas do Presidente, que manifestou ao longo do seu mandato vontade de devolver a produção das empresas americanas "aos americanos."

O documento faz referência a um Mac Pro com valor de $5999, o que aponta para uma configuração base do computador de Cupertino. Parece também claro que o na altura Presidente não teve direito nem às rodas nem ao suporte para monitor cujo preço tanta tinta fizeram correr.

O Mac Pro chegou a ser bastante elogiado por devolver alguma capacidade de atualização aos utilizadores, mas o seu preço foi amplamente criticado, chegando a valores superiores a $50,000.

Donald Trump apontava Apple como exemplo a seguir

O facto da Apple estar a produzir um dos seus vários produtos numa fábrica nos EUA foi motivo suficiente para Trump elogiar a iniciativa da marca de Cupertino.

Tim Cook e a Apple foram até referidos várias vezes pelo agora ex-Presidente como um exemplo a seguir. A relação entre os dois não aparentava ser próxima mas com certeza Cook não se importava de aproveitar os benefícios que lhe eram concedidos.

Trump chegou a elogiar a Apple por não estar preocupada com as tarifas de importação. Segundo ele, quem produzisse nos Estados Unidos não teria de pagar essas tarifas como forma de incentivo à abertura de mais fábricas e criação de novos postos de trabalho.

Cook agradeceu a ajuda da administração Trump, tendo mesmo afirmado que sem Trump não teria sido possível produzir o computador em solo americano.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.