Apple prepara-se para adquirir a divisão de modems da Intel

Carlos Oliveira
Comentar

Segundo informa o The Wall Street Journal, a Apple está em conversações para adquirir a divisão de modems da conterrânea Intel. Trata-se de um negócio que rondará os mil milhões de dólares e poderá ser oficializado já na próxima semana.

Esta notícia surge depois de ser conhecido que a Intel iria encerrar a sua divisão de desenvolvimento de modems. Uma decisão que foi consequência direta do acordo alcançado entre a Apple e a Qualcomm.

Depois do acordo entre a Apple e a Qualcomm, a Intel chegou à conclusão que não faria sentido continuar nesse mercado. Sendo a Apple o seu maior cliente de modems, a Intel não conseguiu visualizar um futuro sem o apoio da empresa de Cupertino.

Apple parece ser o comprador melhor posicionado para a divisão de modems da Intel

Depois de a Intel ter abandonado este mercado, esta procura um comprador para a sua divisão de modems. A Apple é aquela que melhor se posiciona para completar esse negócio.

Com os mil milhões de dólares avançados, a Apple prepara-se para adquirir todas as patentes e funcionários da divisão da Intel. Desse modo, a empresa liderada por Tim Cook terá na posse todo o know-how da Intel no fabrico de modems.

Apple e Intel já trabalham em conjunto há vários anos

O histórico existente entre estas duas empresas coloca a Apple na linha da frente para concluir tal negócio. Importa notar que, desde 2018, a Intel é a única fornecedora de modems da Apple. Uma decisão motivada pelos atritos então existentes entre a Apple e a Qualcomm.

Temos ainda de mencionar que era a Intel quem estava a desenvolver chips 5G para a Apple. Tal parceria rompeu-se depois de concluir-se que a primeira não seria capaz de satisfazer a calendarização imposta pela Apple.

Ao adquirir esta divisão, a Apple terá todas as ferramentas necessárias para se tornar ainda mais independente de outras empresas tecnológicas. A empresa de Cupertino já fabrica os seus próprios processadores e, caso este negócio se conclua com sucesso, passará a deter as ferramentas necessárias para desenvolver também os seus modems.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.