Apple poderá ver desmoronar o seu 'monopólio' da App Store

Vitor Urbano

As controvérsias sobre a forma que a Apple gere a sua loja de aplicações são muitas, especialmente no que respeita às taxas cobradas aos developers. Vários utilizadores de iPhones nos Estados Unidos uniram-se contra a empresa de Tim Cook, acusando-a de abuso de poder no que respeita ao mercado de aplicações para iPhone.

A Apple fez tudo o que podia, afirmando que os utilizadores não poderiam processar a empresa. Uma vez que, não estavam a comprar nada diretamente à Apple. Para surpresa de muitos, o tribunal acabou por não concordar com este ponto de vista, uma vez que os utilizadores não têm nenhuma outra alternativa para instalar aplicações nos seus dispositivos com iOS.

Apple Monopólio App Store

Relembro que a Apple cobra uma taxa de 30% sobre toda e qualquer compra feita através da App Store, seja a compra de uma App, subscrição de serviço ou compra dentro de um jogo. Além disso, os developers têm de pagar uma tarifa anual de 99 dólares para manterem as suas aplicações/jogos na App Store.

Os utilizadores que levaram a Apple a tribunal focaram-se na taxa de 30%. Esta taxa que obriga os developers a inflacionarem os seus preços, de forma a cobrirem o valor que precisam de pagar à fabricante. Ainda que a empresa de Cupertino tenha afirmado que não interfere em nada nos preços estipulados pelos developers, o tribunal concordou que estas taxas influenciam diretamente os preços praticados.

Apple arrisca-se a receberem milhares de processos em tribunal

A mais recente decisão do Supreme Court faz com que qualquer utilizador de iPhone tenha a possibilidade de processar a Apple, acusando-a de abuso de poder na App Store. É importante realçar que isso não significa que a empresa irá perder todos estes hipotéticos processos. No entanto, caso venha a deparar-se com milhares de processos em simultâneo, o cenário torna-se muito mais complicado.

Apple abuso de poder App Store

Ainda não é clara qual será a estratégia que será implementada pela Apple, sendo possível que venham a estudar novas abordagens na forma como monetizam a sua loja de aplicações. Parece improvável que venham a adotar um método semelhante ao Android, que permite a instalação de aplicações foram da Google Play Store, através de APKs.

Por outro lado, também não parece que a empresa venha a baixar a taxa de 30% cobrada aos developers, ainda que essa seja provavelmente a estratégia mais efetiva. Existe também um último cenário, em que a empresa de Tim Cook decide não fazer nenhuma alteração, e arriscar enfrentar todas as possíveis repercussões.

Editores 4gnews recomendam:

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.