Apple App Store
A Apple tem regras muito específicas para a sua App Store

Para todos os utilizadores de um iPhone é através da App Store que conseguem obter as aplicações para o seu smartphone. Esta loja de aplicações da Apple possui uma enormidade de ofertas para os seus utilizadores, apenas rivalizada de perto pela Google Play Store.

Mas ao contrário do que sucede na loja de aplicações da Google, a App Store conta com regras bem mais apertadas. Podemos dizer que não é disponibilizada qualquer aplicação na loja da Apple.

Vê ainda: Google está a desenvolver uma alternativa aos HoloLens da Microsoft

Todas as aplicações submetidas para esta loja passam por um rigoroso teste. Todas elas são testadas exaustivamente por uma equipa dedicada, afim de aferir se as mesmas cumprem com todas as diretrizes da empresa.

Esta política assegura aos utilizadores que todas as aplicações que têm à sua disposição são de qualidade. Mas para os desenvolvedores, aqueles que criam as aplicações, nem tudo corre de feição.

Criadores querem que a Apple seja mais complacente nas regras da App Store

Por forma a tentar mudar um pouco as regras da App Store, os desenvolvedores Apple criaram uma espécie de sindicato. Com o nome “Sindicato dos desenvolvedores” estes pretendem que a empresa olhe para eles de uma forma mais amigável e que permita aos que criam boas aplicações poderem viver disso.

Uma das bandeiras deste sindicato é fazer com que a Apple permita o teste gratuito de aplicações até julho do próximo ano. Desta forma, os utilizadores poderiam descarregar uma aplicação e utilizá-la, sem qualquer custo, durante um determinado período de tempo.

Findo esse período os utilizadores poderiam optar por comprar a aplicação ou simplesmente descartá-la. Isto certamente que aumentaria as chances da compra de uma determinada app.

Outras das coisas reclamadas pelos desenvolvedores prende-se com as margens colhidas pela Apple sobre todo o conteúdo que está disponível na sua App Store. Atualmente, a empresa de Cupertino colhe entre 15% a 30% de tudo o que está na sua loja de aplicações.

Reduzindo as margens de lucro da empresa, mais restaria para aqueles que desenvolvem as aplicações que lá estão disponíveis. Algo que vai de encontro à bandeira de possibilitar que os desenvolvedores possam viver dessa atividade.

Neste momento, este grupo é composto por 50 elementos mas o mesmo espera que mais se juntem no futuro. Este sindicato não cobra absolutamente nada àqueles que se quiserem juntar à causa e encontra-se aberto a qualquer desenvolvedor Apple.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Android. Samsung Galaxy S8 Lite contará com Snapdragon 660

Huawei Mate 20 pode ter leitor biométrico no ecrã e bateria ainda maior

Motorola Moto G foi o grande impulsionador dos gama média Android

Fonte | Via

O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal passatempo.