Apple iPhone X. Produção pode parar em 2018, a "pós-verdade" não!

Rui Bacelar
Apple iPhone X Cnet iOS Fake News
"Parece-me que as notícias sobre a minha morte são manifestamente exageradas" ©Cnet

"Pós-verdade", na sua acepção anglófona foi considerada a palavra do ano 2016 pela Oxford Dictionaries. Trata-se de um "adjectivo que se relaciona ou denota as circunstâncias nas quais os apelos à emoção e crenças pessoais têm mais influencia em moldar a opinião pública do que os factos objectivos". Esses, nos últimos anos tornaram-se aborrecidos. A "crise" do Apple iPhone X é apenas um exemplo disso mesmo.

Este mundo onde a pós-verdade reina é uma realidade em que acreditar é o que mais importa. Ter fé. A crença de que algo é verdade é mais importante do que a verdade em si, do que o facto e as suas implicações. Fenómeno que me assusta e fascina de igual forma.

Vê ainda: Exclusivo – Confirmam-se os detalhes dos Samsung Galaxy S9 e S9+

Se, por um lado, é preocupante ver publicações como a TSF, portal que sigo frequentemente desde que me lembro de ouvir rádio. Desde que comecei a usar um PC para ler as notícias. E se é verdade que uma ou outra vez todos erramos, que errar é humano, os erros e as desculpas também se evitam.

Refiro-me à peça da autoria da senhor jornalista Rita Carvalho Pereira no site acima referido. O título, "Bye-bye, iPhone X?" é misterioso. A dúvida é imediata, o clique está garantido. Exemplo repercutido por vários outros media e por vários blogs da área. O título da peça que aborda o mesmo "souce material" ou fonte na 4gnews é "Analista refere que as vendas do Apple iPhone X estão longe do esperado". Bem mais discreto (tanto que acaba por passar despercebido).

Desde 2012 que temos uma nova geração de iPhone's em setembro

A peça começa por afirmar que a Apple irá descontinuar o Apple iPhone X. Cita imediatamente a devida fonte, o Appleinsider. Todavia, qual foi o meu espanto quando ao clicar nessa "fonte" fui parar a outro sítio, a Esquire e os seus artigos "light" para quem não tem paciência para ler. Mas não se fiquem pela minha palavra. Comparem vocês mesmos aqui e aqui. Será um 2 em 1 de fonte e via no mesmo link? Bem, acontece, perdoa-se...mas deixou-me logo alerta. Decidi investigar. Afinal, vai desaparecer o Apple iPhone X?

Ora façamos aqui uma pequena reflexão, um primeiro parênteses. Olhando para o passado recente da fabricante de Cupertino, todos os anos temos uma nova geração de Apple iPhone. Eventualmente, o modelo atual verá a sua produção terminada para dar lugar ao próximo.

Veja-se esta peça da Varietya propósito do ciclo de lançamento de novos smartphones. Desde o iPhone 5 em setembro de 2012 que todos os anos, em setembro, a Apple nos dá uma nova geração de iPhone's. A este propósito veja-se também a peça da T3. Uma geração de produtos por ano.

Apple iPhone X iOS
Uma rápida pesquisa no Google revela uns torvelinho de "certezas".

Agora, com o Apple iPhone X a ser apresentado em setembro, o smartphone (telemóvel inteligente), chegou às lojas há menos de três meses. Facto. Em seguida temos que olhar com atenção para a peça publicada pelo AppleInsider, uma publicação acostumada a cobrir todas as novidades relacionadas com a empresa de Tim Cook.

Desde 2014 que temos novos iPhone's em setembro

Ora, corrijam-me se estiver errado mas, se nos últimos anos temos um novo smartphone a substituir o modelo prévio e se o Apple iPhone X foi apresentado em 2017, o que há de estranho na sua descontinuação em 2018? O que há de tão dramático nesta informação?

É assim tão estranho que a duração média da produção seja de um ano? Apenas na eventualidade de em setembro de 2018 não termos um novo smartphone para substituir o Apple iPhone X é que ficaria chocado com esta possibilidade.

Tudo se baseia numa previsão, numa hipótese avançada por Ming-Chi Kuo

Ming Chi Kuo Digitimes Apple iPhone X
O famoso analista Ming Chi Kuo ©digitimes

É preciso frisar que toda esta peça (que entretanto foi tão divulgada), se baseia numa nota que terá sido vista pela redação do apple insider. Nota essa onde Ming-Chi Kuo, analista da empresa de investimento KGI Securities, terá feito algumas previsões. Até aqui estão a acompanhar? Ótimo.

Kuo é um nome bem conhecido da indústria mobile. Aliás, já por várias vezes acertaria em cheio nas suas previsões relativas à Apple. Na sua nota, Kuo terá avançado que a Apple iria vender cerca de 18 milhões do Apple iPhone X durante o primeiro trimestre de 2018.

Design do Apple iPhone X no cerne da questão

O analista da KGI Securities vai contra a corrente majoritária e aponta que o Apple iPhone X não terá um impacto tão significativo na China como o previsto.

Kuo baseia esta previsão no facto de a "monocelha", o sensor "TrueDepth" dar a sensação aos consumidores de que o Apple iPhone X tem menos espaço de ecrã utilizável do que no Apple iPhone 8 Plus. Em suma, uma ilusão de ótica.

Seria esta "baixo apetite" pelo design do Apple iPhone X que em última análise poderá resultar na cessação da produção deste dispositivo. Já no Verão de 2018. Note-se que a frase anterior reflecte apenas e epígrafe do artigo. O resumo da publicação original e não a dita nota de Kuo vertida nesse artigo. Pode ler-se na fonte "and because of weak demand the iPhone X design may be a one-up with production ceasing in the summer" - fonte.

Em suma, o "cataclismo" foi provavelmente gerado por uma má interpretação do Tradutor. Uma espécie de "jogo do telefone estragado" dos tempos modernos. Bastava uma leitura minimamente atenta do artigo original...

O sensor TrueDepth do Apple iPhone X:

Apple iPhone X True Depth
O sensor "TrueDepth" ©apple

Fazendo aqui um segundo parênteses, hoje a agência Canalys afirma que a fabricante norte-americana vendeu um total de 29 milhões de unidades do Apple iPhone X no último trimestre de 2017. Desta cifra, um total de 7 milhões de unidades foram vendidas na China.

Ora, é importante frisar que Ming Chi Kuo é um analista de mercado. Não é o CEO da fabricante norte-americana. Isto para que fique bem assente que quer ordena uma possível e eventual cessação da produção é a chefia da empresa. Nunca um analista externo.

Ming Chi Kuo é um analista de mercado. Não é o CEO da Apple

A título de curiosidade, Kuo acredita que no Outono de 2018 teremos três novos smartphones. Prevê também que o Apple iPhone X chegará ao fim da sua vida no Verão de 2018. Dispositivo que será retirado do mercado para não ser vendido como opção low-cost daí em diante. Para o seu lugar, Kuo acredita que a Apple aposte num iPhone X Plus.

O exemplo referido no início deste artigo é meramente exemplificativo. Uma amostra do quão facilmente um rumor, uma suposição, quando inserida fora de contexto pode assumir proporções de verdade absoluta. Não necessariamente na palavra escrita mas na mensagem subliminar.

Tudo o que aqui foi dito não deve, sob forma alguma, ser visto como uma afronta ao trabalho de ninguém. Apenas uma clarificação despretensiosa de tudo o que tem vindo a ser dito. Apenas as reflexões deste vosso Bacelar. Faço apenas um conselho - mantenham-se críticos sobre o que vos é apresentado. Um bem haja!

Outros assuntos relevantes:

iPhone X. 29 milhões de unidades vendidas em apenas 3 meses

Gmail – 90% dos utilizadores não têm o email com segurança extra

Xiaomi – A nova MIUI 10 é oficialmente apresentada

Fonte | via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).