Há dois Apple iPhone no TOP dos smartphones mais usados na China

Pedro Henrique
Apple Xiaomi Huawei iPhone
Tim Cook, CEO da Apple

A China é um mercado que interessa a todas as empresas. No entanto, a jogar em casa da Xiaomi e Huawei, por exemplo, são gigantes como a Apple, Samsung e, noutros departamentos, Google e Microsoft, que vêm grandes barreiras na conquista daquele mercado.

Porque é que a China é especial? Bem, é um país que detém cerca de 18% da população mundial. Isto é, se a Apple conseguir, por exemplo, deter 1/5 do mercado dos smartphones, e partindo do princípio que todos os habitantes desse país tem acesso a um smartphone para uso pessoal - o que não é verdade -, então a gigante de Cupertino teria em circulação, aproximadamente 280 milhões de iPhones na China.

Vê ainda: 23 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Mesmo que esse número seja reduzido para metade - pois nem todos os habitantes dessa nação têm um smartphone -, então os valores descem para 140 milhões de unidades. Ou seja, seria necessário que cada português tivesse 14 iPhones para que se chegasse a números como esses. Coisa pouca portanto.

Huawei, Xiaomi e não só. Todas têm companhia dos Apple iPhone na sua terra natal!

Bem, mas afinal, quem são os grandes líderes na China? De acordo com um relatório estatístico da Counterpoint, em 2017, houve apenas cinco marcas de smartphones que conseguiram ocupar os primeiros dez lugares no que respeita ao market share de modelos de smartphone.

Essas são: Vivo, Xiaomi, Oppo, Honor e...Apple. Ora, como não poderia deixar de ser, a Xiaomi - já muito presente na Europa e no continente sul-americano é, como é óbvio, um pilar na China. Por outro lado, a Oppo - muito semelhante à OnePlus -, tal como a Vivo, focam mais seu mercado natal e daí os números obtidos.

Por outro lado, a Huawei, através da Honor, conseguiu dois lugares no TOP10 de 2017. A par dessa, também a estrangeira Apple os obteve, dois. No entanto, o que impressiona mais é que os Apple iPhone 7 e 7 Plus - os únicos a entrar no dito TOP - ocupam as quinta e segunda posições, respetivamente.

Apple iPhone Xiaomi Huawei

Ou seja, a força da empresa norte-americana é mesmo imparável. Mesmo num país onde a concorrência é tão feroz quanto se pode imaginar, e onde os iPhone deverão ser bem mais caros que os restantes equipamentos à venda nas lojas, Tim Cook e companhia conseguem infiltrar-se e estar constantemente no bolso de vários utilizadores.

Já a Samsung, bem como muitas outras marcas, como a Nokia por exemplo, não consegue ter uma expressão tão relevante num país tão fundamental para o desenvolvimento do mercado dos smartphones.

Seja como for, veremos como serão os mesmos dados no final de 2018. Interesse não deverá faltar. Será que o iPhone X integrará os dez pioneiros?

Assuntos relevantes na 4gnews:

OnePlus. 40 mil pessoas em risco de fraude com cartões de crédito

Samsung. Será este o primeiro indício dos Samsung Galaxy J 2018?

WhatsApp já utiliza uma das melhores novidades do Android Oreo

Fonte | Via

Pedro Henrique
Pedro Henrique
Fã incondicional de tecnologia e cultura quer partilhar o conhecimento adquirido com todos.