Apple iPhone dobrável vai desiludir no seu ecrã. Sabe porquê

Carlos Oliveira
Comentar

Os smartphones dobráveis começaram a invadir o mercado em 2019, mas ainda nem todas as marcas se aventuraram nesse segmento. Um exemplo é a Apple, porém, fala-se que a gigante americana está a trabalhar num iPhone desse género.

Jon Prosser, no seu mais recente vídeo, vem confirmar que esse equipamento está em desenvolvimento e dar-nos alguns pormenores importantes sobre ele. Segundo o que ele conseguiu apurar, o iPhone dobrável será inspirado no Surface Duo da Microsoft.

iPhone dobrável terá dois ecrãs separados por uma dobradiça

A Samsung, Huawei e Motorola já apresentaram aquilo a que podemos chamar de um verdadeiro smartphone dobrável. Isto porque os seus equipamentos possuem um ecrã interior capaz de dobrar.

Contudo, esse não parece ser o caminho a seguir pela Apple. Segundo Jon Prosser, o primeiro iPhone dobrável virá com dois ecrãs internos separados por uma dobradiça. Um conceito semelhante ao Surface Duo.

Por isso é que muita gente não deverá apelidar este equipamento como um verdadeiro dobrável. Algo que também tem acontecido com o modelo apresentado pela Microsoft no final do ano passado.

Ademais, Jon Prosser revela que o ecrã interior não terá nenhuma notch. Ao invés, a Apple irá colocar o Face ID no exterior do equipamento, para que assim que abras o dispositivo ele esteja pronto a ser utilizado.

Apresentação do primeiro iPhone dobrável ainda é desconhecida

Apesar de estar já em condições de nos revelar estes pormenores, Jon Prosser diz não ter ainda nenhuma ideia de quando o primeiro dobrável da Apple será apresentado. Esse pormenor está ainda bem resguardado na sede da empresa americana.

A Apple nunca foi uma empresa caracterizada por querer ser a primeira a lançar novas tecnologias para o mercado. Nesse sentido, não é de estranhar que esteja a ver como se comporta este nicho de mercado e não haver pressa em colocar o seu primeiro dobrável nas lojas.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.