Apple iPhone 14 promete recuperar a opção favorita dos utilizadores em 2022

Rui Bacelar
Comentar

Cupertino trabalha já na próxima geração de smartphones iOS para 2022, os Apple iPhone 14. Segundo as novas informações provenientes de fontes próximas da empresa, uma das "novidades" para a próxima iteração do telefone Apple será o "Touch ID".

Em causa está um novo tipo de leitor de impressões digitais, mais veloz e fiável que as atuais soluções embutidas no ecrã. Mais ainda, a fonte mostra-se convicta da presença deste novo método de desbloqueio e autenticação na geração que sucederá aos atuais Apple iPhone 13.

Há um novo tipo de Touch ID a ser preparado para 2022

Apple iPhone 13

As informações foram agora divulgadas pela fonte LeaksApplePro, afirmando que a Apple cogita o uso do leitor de impressões na geração Apple iPhone 14. Ao que tudo indica será um novo tipo de Touch ID, melhorado para ser mais veloz e fiável em 2022.

Note-se ainda que este é um dos "trunfos" que têm sido pedidos pelos utilizadores, sobretudo perante as condicionantes atuais como, por exemplo, o uso de máscaras sanitárias. Desse modo, a utilidade de um método auxiliar de desbloqueio e autenticação ganha toda uma nova dimensão utilitária, ou mesmo urgente.

Por outras palavras, o regresso do Touch ID estará efetivamente a ser contemplado pela gigante de Cupertino. No entanto, tal só sucederá caso a empresa consiga melhorar a tecnologia existente face às atuais soluções desta tecnologia embutida no ecrã.

A gama Apple iPhone 14 pode voltar a ter o Touch ID

Apple iPhone Touch ID

Atualmente a Apple usa o Face ID como único método de autenticação e desbloqueio biométrico dos seus dispositivos móveis. No entanto, a pandemia da COVID-19 veio levantar entraves práticos ao uso dos traços faciais como mecanismo de verificação.

Por conseguinte, a Apple estará a trabalhar numa solução alternativa, partindo assim da impressão digital como método para tal. Para os utilizadores tal opção seria o regresso de um mecanismo simples e familiar, comummente usado no universo Android.

Assim sendo, de acordo com as novas informações este pode, efetivamente, ser o meio suplementar de autenticação, lado a lado com o Face ID que continuará a ter lugar primaz nos telefones da maçã. Na prática, as duas tecnologias deverão completar-se.

Tese defendida por Ming-Chi Kuo para os iPhone de 2023

Até ao momento o analista Ming-Chi Kuo tem sido um dos principais defensores desta tese. No entanto, Kuo aponta o regresso do Touch ID apenas em 2023 com os sucessores da geração Apple iPhone 14.

Ademais, Kuo acredita que em 2024 a Apple esteja finalmente preparada para apresentar o seu primeiro iPhone dobrável, possivelmente com um novo tipo de ecrãs que tornem possível melhorar a atual experiência de uso dos dobráveis.

Note-se, contudo, que para já são apenas possibilidades com base em rumores e palpites educados com base no histórico da fabricante norte-americana. Ainda assim, o regresso do Touch ID é uma possibilidade que tem reunido bastante tração.

Seria o regresso do Touch ID um passo bem acolhido pelos utilizadores?

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.