Apple iPhone 12 Mini: bateria do smartphone deixa (seriamente) a desejar

Filipe Alves
Comentar

O Apple iPhone 12 Mini começa a chegar às mãos dos consumidores e começa também a ficar na hora de perceber até que ponto é que o equipamento merece assim tanto destaque.

O pessoal do PhoneArena mostrou-nos o seu teste de bateria real do iPhone 12 Mini e podemos ver que o dispositivo deixa seriamente a desejar. Assim sendo, olhemos para a diferença entre o iPhone 12 Mini e outros smartphones em testes idênticos.

Apple iPhone 12 Mini

iPhone 12 Mini a reproduzir vídeos do YouTube

Modelo Horas de autonomia
Apple iPhone 12 mini 5h 10 min
Apple iPhone 12 6h 38 min
Apple iPhone SE (2020) 4h 45 min
Google Pixel 5 8h 49 min
Samsung Galaxy S20 10h 20 min
Samsung Galaxy Z Flip 6h 40 min

Teste de bateria em browser na Internet

Modelo Horas de autonomia
Apple iPhone 12 mini 10h 56 min
Apple iPhone 12 12h 33 min
Apple iPhone SE (2020) 9h 5 min
Google Pixel 5 12h 40 min
Samsung Galaxy S20 12h 12 min
Samsung Galaxy Z Flip 8h 26 min

Duração de bateria do iPhone 12 Mini em jogos 3D

Modelo Horas de autonomia
Apple iPhone 12 mini 2h 22 min
Apple iPhone 12 3h 1 min
Apple iPhone SE (2020) 4h 59 min
Google Pixel 5 5h 6 min
Samsung Galaxy S20 7h 43 min
Samsung Galaxy Z Flip 7h 46 min

Olhando para estes números, podemos perceber que o iPhone 12 Mini (e iPhone 12) está longe de ser o melhor smartphone para gaming. Ainda que se aguente bem no browser da Internet, tudo o resto fica atrás da concorrência.

O único smartphone que o iPhone 12 Mini pode competir (tirando nos jogos) é mesmo o iPhone SE. Um dispositivo que também conta com uma autonomia baixa face à concorrência.

Em suma, a autonomia de um smartphone é feita mediante o teu uso. Ou seja, os números não dizem tudo. Desde que o telemóvel dure um dia com a tua utilização deves ficar feliz.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.