Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Apple esmaga a concorrência no mercado de tablets na Europa segundo a Canalys

Rui Bacelar
Comentar

O Apple iPad é "o tablet" a comprar na Europa, dominando também o mercado global neste setor. De acordo com os dados divulgados pela agência de análise de mercado Canalys, a vantagem da Apple sobre as demais fabricantes aumentou na Europa.

O sucesso foi atribuído sobretudo ao lançamento do novo Apple iPad Pro com o chip M1, o primeiro processador com arquitetura Apple Silicon, presente nos iMac e também no modelo supracitado. A sua chegada ao mercado causou um novo pico de vendas.

Apple é marca líder no segmento de tablets na Europa com quota de mercado de 36%

Apple iPad Pro Canalys
Quota de mercado no segmento dos tablets na Europa. Crédito: Canalys

Atualmente com 36% de quota de mercado no segmento dos tablets na Europa ocidental, a Apple está confortavelmente à frente de qualquer concorrente. Mais ainda, o crescimento de ano para ano foi bastante significativo - aumento de 73% nas vendas.

Isto é, entre o segundo trimestre de 2020 e o segundo trimestre de 2021, a Apple cresceu 73% nesta região. Em análise estão os meses de abril a junho de 2021, comparados com o respetivo período homólogo do ano anterior.

Em síntese, na Europa ocidental venderam-se 7,9 milhões de tablets durante o 2.º trimestre de 2021. Da análise dos dados fornecidos pela Canalys a liderança pertence inequivocamente à tecnológica de Cupertino com 16 pontos percentuais de vantagem.

O iPad Pro com chip M1 foi muito bem recebido na Europa

Apple iPad Pro Europa
Vendas de soluções de trabalho na Europa. Crédito: Canalys

Segundo a agência de análise de mercado o sucesso recente do iPad Pro com M1 deve-se precisamente à implementação deste processador numa solução portátil. Somando-se a isto a procura por soluções portáteis de trabalho e temos a fórumula de sucesso.

Isto é, registou-se um forte aumento na procura por portáteis, sejam desktops, notebooks ou soluções de secretária. Fruto da pandemia da COVID-19 a implementação do trabalho remoto aumentou a procura por soluções compatíveis.

Ora, entre estas e num dos picos da procura na Europa, surgiu o iPad Pro com M1 no mercado. Para a Apple este foi um fator decisivo na escolha dos seus produtos, vendo assim o seu segmento de tablets a registar um novo aumento nas vendas.

A Lenovo também está em alta na Europa

Lenovo Tab P11
O tablet Lenovo Tab P11 custa desde 254,59 € na Amazon.ES

Em segundo lugar no mercado europeu de tablets figura a chinesa Lenovo. A fabricante apresenta várias soluções custo / benefício, destacando-se muito positivamente no último trimestre com 20% de quota de mercado, à frente da Samsung com 18%.

Aliás, a Lenovo cresceu mais que a Apple no segundo trimestre de 2021, registando um aumento de 87% face aos 73% da gigante de Cupertino. Em síntese, ambas as fabricantes registaram um novo trimestre dourado com forte aumento nas vendas.

Por fim, a Samsung ficou em terceiro lugar com 18% de quota de mercado. No entanto, registou uma forte quebra nas vendas (-24%), perdendo a iniciativa neste segmento. Ainda assim, é a Huawei quem mais continua a perder terreno com -38%.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.