Apple encomenda chips de 3nm à TSCM para 2022

Rui Bacelar
Comentar

2020 ficará marcado como o ano em que a Apple surpreendeu a Intel ao mostrar ao mundo as capacidades dos seus processadores para computadores, os Apple M1. Utilizando a litografia de 5 nm, o incremento no desempenho merece ser louvado.

Contudo, esta é uma indústria que não dorme, com novas fontes chinesas a apontarem o próximo grande salto da Apple. Se a atual litografia de 5 nm é o estado da arte, em 2022 contamos com o processo a 3 nm para desbloquear novas possibilidades.

Os processadores Apple M1 foram uma das melhores surpresas de 2020

Apresentados durante a última keynote Apple em novembro de 2020, os M1 foram recebidos com algum ceticismo. Contudo, assim que começaram a ser utilizados na vida real, o incremento no desempenho tornou o MacBook Air numa máquina de edição de vídeo.

Algo inédito e que não se deve necessariamente ao núcleo mais poderoso, nem ao maior número de núcleos, nem unicamente à amalgama destes dois fatores. O segredo reside no binómio litografia e otimização, o processo de 5 nm e a gestão de recursos.

Entretanto, a gigante de Cupertino estará já a preparar a próxima geração disruptiva de processadores, com a TSMC a receber uma encomenda para a produção de chips a 3 nm. O processo ainda ilude os engenheiros, mas está em desenvolvimento.

A próxima geração de processadores a 4 e 3 nm

Apple M1 esquema

A encomenda de chips a 4 e 3 nm para 2022 significa que nesse ano deveremos ter novos computadores MacBook e também novos tablets iPad equipados com estes processadores. A informação foi avançada por fontes próximas do assunto à publicação chinesa.

Será a TSMC a fabricante encarregue de produzir a próxima geração de chips, com distâncias menores entre os componentes do CPU e, assim acreditamos, com mais um salto exponencial no número de transístores incorporados nos processadores.

Note-se que este novo rumor menciona especificamente novos computadores portáteis da linha MacBook, bem como os iPad. No entanto, é provável, senão mesmo certo que também os iPhone 13 - a geração de 2022 - contará com a mesma tecnologia.

Ainda que seja precoce para debater incrementos reais de desempenho, este é um rumor que nos deixa expectantes.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.