Apple é processada por uma das melhores funcionalidades do Apple Watch

Carlos Oliveira
2 comentários

Um professor de medicina da Universidade de Nova Iorque está a acusar a Apple de infringir uma das suas patentes. Em causa está a deteção de fibrilação atrial que o Apple Watch consegue fazer.

O Apple Watch tem-se posicionado cada vez mais como um acessório de saúde e a deteção de fibrilação atrial é uma das suas principais bandeiras. São já vários os testemunhos de como esta função poderá ter salvo a vida a muitos utilizadores.

Apple Watch

Dr Joseph Wiesel possui patente pioneira na deteção de fibrilação atrial

Tal como avança a Bloomberg, o queixoso diz que a Apple está a violar uma patente descrita como "pioneira" na detação de fibrilação atrial. Esse documento mostra o caminho a seguir para detetar "ritmos de pulso irregulares a partir de uma sucessão de intervalos de tempo".

Esta patente foi atribuída a Joseph Wiesel em 2006 e descrita como "método e aparelho para determinar possível fibrilação atrial". Ou seja, este documento é muito mais antigo que o primeiro Apple Watch lançado pela tecnológica norte-americana.

Apple ignorou contactos para a utilização desta patente

O Dr Joseph Weisel afirma ter entrado em contacto com a Apple em setembro de 2017 relativamente a este assunto. No entanto, não obteve nenhuma resposta do lado da Apple.

Na sua queixa, ele refere que a Apple recusou negociar de boa-fé a utilização desta patente. Agora, Weisel espera que o tribunal impeça a tecnológica de utilizar esta funcionalidade no Apple Watch e busca ainda royalties.

Caso este tribunal dê razão ao Dr Joseph Weisel, o Apple Watch poderá perder uma das suas principais funcionalidades. A sua capacidade de detetar problemas de fibrilação atrial é talvez a sua função mais popular e já não imaginamos este gadget sem ela.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.