Apple e Google na mira da Epic Games! Mais um processo judicial a caminho

Abílio Rodrigues
Comentar

Parece não ter fim à vista a batalha legal entre a Epic Games e as gigantes Google e Apple devido à exclusão de Fortnite da App Store e Play Store. A Epic avança agora com mais um processo judicial contra as duas tecnológicas, desta feita recorrendo aos tribunais do Reino Unido.

As alegações da Epic Games continuam a ser as mesmas, alegando que Apple e Google abusam da sua posição dominante no mercado e alinham estratégias anti-competitivas para se certificarem que esse domínio continua nas suas mãos.

Batalha entre Epic, Apple e Google já é antiga

Batalha legal Epic vs Apple vs Google

Este é o mais recente passo da Epic na tentativa de devolver o seu popular jogo Battle Royale Fortnite às lojas de aplicações. Pelo caminho a marca afirma também que a sua derradeira preocupação é transformar o funcionamento dos ecossistemas mobile, tornando-os mais justos para todas as partes.

Relembramos que em agosto passado a Epic adicionou opções de pagamento direto para as versões mobile de Fortnite, contornando dessa forma as comissões de 30% exigidas por Apple e Google nos seus acordos com os produtores.

Em retaliação ambas as tecnológicas removeram Fortnite das suas lojas, motivando os primeiros processos da Epic contra as suas antigas aliadas.

A Epic deseja agora que o Competition Appeal Tribunal determine que a remoção do jogo da App Store e Play Store não é legal, exigindo a sua restituição às plataformas em questão. Da mesma forma, é intenção da Epic que se estabeleça que estas práticas não são justas e devem ser proibidas.

Epic exige práticas mais justas por parte da Apple e Google

Em relação à Apple, a Epic pretende que a companhia seja impedida de restringir o download da Epic Games Store em dispositivos da marca no Reino Unido. Mais ainda, o processo tem como objetivo que a Apple deixe de exigir que todo o software e pagamentos tenham forçosamente de passar pela App Store.

No que à Google diz respeito, a Epic quer que seja banida a obrigação da pré-instalação da Play Store em todos os dispositivos Android no Reino Unido, colocando ponto final na prioridade desta loja sobre as outras.

Nenhuma das queixas faz referência explícita a pedidos de indemnização financeira por danos, deixando contudo em aberto qualquer decisão que o Tribunal possa considerar justa.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.