Apple aumenta vendas do iPhone em Portugal. Xiaomi é ultrapassada pela TCL. Conhece os números

Bruno Coelho
4 comentários

A Apple acabou por ser uma das marcas mais beneficiadas pela pandemia de Covid-19, no que diz respeito a vendas em Portugal. A empresa da maçã passou de 10,8% de quota de mercado no início de 2019, para 13,7% no primeiro trimestre de 2020. Contudo, mantém-se atrás de Samsung e Huawei.

Em sentido contrário está a Xiaomi, que apesar de ter subido para 7,3% de quota, foi ultrapassada pela TCL (Alcatel). Esta marca continua em franco crescimento, tendo já 10,5% de quota de mercado.

Estes são números divulgados pela consultora IDC, e as conclusões de subida da Apple e Samsung são analisadas por Francisco Jerónimo, em declarações ao Dn Insider. O vice-presidente da IDC refere que a Apple é mesmo quem “mais tem sido beneficiada pela pandemia”.

Top 5 de fabricantes de smartphones em Portugal (primeiro trimestre de 2020)

  1. Samsung – 32,4%
  2. Huawei – 25,8%
  3. Apple – 13,7%
  4. TCL (Alcatel) – 10,5%
  5. Xiaomi – 7,3%

Confirma-se assim que a Samsung (que subiu 3%) e a Apple são as principais beneficiadas pela queda de 9% da Huawei. Segundo Francisco Jerónimo, a Apple deve mesmo alcançar os 15% de quota de neste segundo semestre de 2020 no nosso país.

A grande surpresa no meio destes números é a TCL (Alcatel), que vê os seus equipamentos a renderam uma quota de mercado generosa. Isto porque acabou por se afastar de Xiaomi, mesmo que esta tenha subido.

Venderam-se 493.807 smartphones em Portugal durante o primeiro trimestre de 2020

Nos primeiros três meses de 2020, segundo Pedro Jerónimo, ter-se-ão vendido 493.807 smartphones em Portugal. Houve uma queda de cerca de 20% face às 631.723 unidades vendidas no mesmo período do ano passado.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.