Apple: atualização já o teu iPhone e Mac com o iOS 15.3.1 e macOS 12.2.1

Rui Bacelar
Comentar

A gigante de Cupertino disponibilizou na última quinta-feira (10) uma atualização geral para o iOS com a versão iOS 15.3.1 para os Apple iPhone e iPad com o iPadOS 15.3.1. Há também novidades para os computadores Mac eleitos para a atualização macOS 12.2.1.

O novo firmware já está disponível em Portugal e contém, sobretudo, correções de erros, vulgo bugs sentidos no iPhone, iPad e nos computadores Mac. É a mais recente atualização de sistema para os principais produtos e gadgets Apple.

Atualização geral para os Apple iPhone, iPad e computadores Mac

Apple iPhone

A distribuição de novo software duas semanas após a última grande atualização prende-se com motivos de segurança. Mais concretamente, a chegada do iOS 15.3.1 vem para corrigir uma vulnerabilidade WebKit a ser usada em ataques.

O mesmo se aplica aos computadores, relógios e iPad com a distribuição do macOS Monterey 12.2.1, watchOS 8.4.2 e iPadOS 15.3.1, respetivamente. Em comum têm a correção de erros, bem como a correção da supracitada vulnerabilidade.

Temos também uma correção para os problemas de Bluetooth que eram sentidos nos computadores Mac, além do consumo excessivo de bateria em vários dos portáteis da maçã. Face ao exposto, a atualização do macOS é ainda mais relevante.

Atualizações de segurança que têm de ser agilizadas e instaladas

iOS 15.3.1 lasts in Geekbench 4‘s battery test 0.04% longer than iOS 15.3 for me, so battery life is the same. Testing performed on an A9 device, your results may vary. #iOS1531 #iOS153 #Battery pic.twitter.com/G1cowi5Vt7

— iSpeedtestOS (@iSpeedtestOS) 10 de fevereiro de 2022

A par das otimizações de desempenho, como a que é alegada acima, as atualizações agora disponíveis vêm reforçar a segurança dos utilizadores. A importância das mesmas não pode ser menosprezada como a maioria dos leitores compreenderá.

Igualmente digno de nota é a frequência de falhas de segurança detetadas no browser Safari a serem corrigidas pela Apple. Seria mais conveniente tornar o Safari numa app atualizável independentemente do iOS, iPadOS ou macOS para que as necessárias correções de segurança cheguem aos dispositivos o mais rapidamente possível.

Em suma, esta é uma decisão que a Apple tem adiado, mas resta saber quantas mais atualizações "rápidas" a empresa terá que disponibilizar para tomar esta decisão estratégia de isolar, por exemplo, o Safari.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com