Apple abre uma exceção ao Facebook que vai gerar muita discussão

Carlos Oliveira
Comentar

A Apple está no meio de numa enorme controversa com a Epic Games por causa da taxa de 30% cobrada em todas as transações realizadas na App Store. Porém, a recente decisão que a gigante de Cupertino tomou para com o Facebook vai dar ainda mais armas à Epic na sua batalha.

Eventos monetizados do Facebook deixarão se estar sujeitos à taxa de 30% da Apple

Até ao final de 2020, a Apple permitirá ao Facebook contornar a sua taxa de 30% em todos os eventos monetizados. Para isso, a gigante de Cupertino permitiu à rede social implantar o seu próprio de sistema de pagamentos.

Esta medida já foi confirmada pela Apple ao The Verge, reiterando que esta posição terá efeitos apenas até ao final do presente ano. Todavia, o Facebook diz que esta conceção da Apple não é suficiente, o que deixa a antever que a rede social irá batalhar para que esta isenção possa manter-se por mais tempo.

Apple Facebook

Vale relembrar que a Facebook decidiu, ela própria, deixar de cobrar qualquer taxa neste tipo de eventos até agosto de 2021. A razão para isso foi a pandemia, que afetou seriamente muitos negócios de menor dimensão.

A Apple acabou de abrir uma caixa de pandora com esta decisão

Tal como já mencionei mais acima, a Apple e a Epic Games travam uma guerra precisamente por causa da taxa de 30% existente na App Store. Recordo ainda que a cisão entre estas duas deu-se depois de a responsável pelo Fortnite lançar o seu sistema de pagamentos no jogo.

Agora com a Apple a autorizar o Facebook a fazer aquilo que ela proibiu a Epic Games de fazer, certamente não tardará para que o estúdio se insurja novamente contra as políticas da tecnológica. E não será de espantar que a ela se juntem mais vozes.

Acredito que esta decisão da Apple vai dar muito que falar nos próximos tempos. São cada vez mais aqueles que criticam a Apple pelas suas políticas na App Store e não tardará até que outras venham pedir o mesmo tratamento.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.