Ansioso pelo lançamento do Pixel Watch? Novas notícias reacendem a esperança

Carlos Oliveira
Comentar

Talvez o produto mais mítico da Google seja o possível Pixel Watch. Há uns anos que ouvimos falar na possibilidade de a Google lançar o seu próprio smartwatch, mas até agora isso ainda não se concretizou.

A esperança de vermos esse tão desejado produto ser revelado surge novamente, graças a um relatório publicado pela ETNews. Segundo eles, a Google encomendou dois chips à Samsung, um deles parece ser destinado a um dispositivo wearable.

Pixel Watch

Google encomendou à Samsung um sensor para medir movimentos corporais

Segundo o que está a ser avançado, a Samsung recebeu uma encomenda da Google para um componente capaz de medir movimentos corporais. Embora não tenham sido adiantados mais pormenores, este novo sensor dá a impressão de que será destinado a um smartwatch.

Claro que as possibilidades são muitas e este sensor pode ser afinal destinado a um dos seus próximos smartphones ou para um novo dispositivo Fitbit. No entanto, é inevitável associar esta informação a um possível Pixel Watch.

O mesmo relatório fala ainda num segundo sensor encomendado pela americana à Samsung. Relativamente a este, não foram avançados mais pormenores, portanto, poderá nem sequer estar relacionado com um possível smartwatch.

Pixel Watch: uma teoria que nunca se confirmou

Há já uns anos que começaram os rumores relativamente a um smartwatch criado inteiramente pela Google. Este produto poderia vir a ser a salvação para a plataforma WearOS, que nunca esteve bem otimizada em dispositivos de outras marcas.

Um dos momentos em que esse produto pareceu mais perto que nunca foi no ano passado, com a compra da propriedade intelectual da Fossil pela Google. Infelizmente, isso ainda não se materializou num produto com marca Google.

Mais recentemente, a Google adquiriu a Fitbit num negócio que valeu 2.1 mil milhões de dólares. Ainda sem aprovação final das entidades reguladoras, a teoria de que seria desta que veríamos um Pixel Watch voltou. Será?

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.