Android Andy Rubin Essential Phone Android
Andy Rubin, CEO e fundador da Essential, um dos “pais” do sistema Android.

Segundo a Bloomberg, citando fontes próximas do assunto, o desenvolvimento do próximo Essential Phone PH-2 terá sido cancelado. O “pai” do Android, Andy Rubin, surpreendeu o mundo e o mercado mobile quando em 2017 apresentou o seu smartphone Essential PH-1 a 30 de maio do ano passado.

O produto extremamente promissor não passou disso mesmo, uma promessa que não surtiu os frutos desejados. No final do ano, a agência IDC dava conta das magras vendas com 90 mil unidades vendidas após 6 meses no mercado.

Vê ainda: Xiaomi. Será esta a lista de especificações técnicas do Xiaomi Mi 8?

Agora, Andy Rubin, CEO da Essential terá contratado conselheiros e analistas financeiros da Credit Suisse para encontrar potenciais compradores para a empresa. O futuro da tecnológica norte-americana estará agora na balança. O Essential Phone PH-2, adiado.

Na sua peça, a Bloomberg afirma que a Essential, encabeçada por Andy Rubin, está a ponderar vender todos os seus ativos. Tudo desde patentes, dispositivos até ao know-how de redes sociais e marketing.

Essential Phone PH-2 pode ter sido cancelado

Pouco depois da publicação da peça da Bloomberg, Andy Rubin socorreu-se da rede social Twitter para se dirigir aos seus seguidores. Nesta publicação não desmente nem confirma a venda da Essential, nem desmente ou confirma a existência (ou não) de um novo smartphone Android. Para já está tudo em aberto com as declarações de Rubin a serem um tanto enigmáticas mas coincidindo com a divulgação desta hipótese.

Essential Phone Android Oreo 8.1
O Android Oreo 8.1 já chegou a este irreverente dispositivo móvel que nos poderá deixar sem sucessores.

Para o CEO, a empresa está a trabalhar em vários produtos simultaneamente e terá cancelado alguns em detrimento de outros. O critério de seleção é a expectável taxa de aprovação e procura pelo público. Afirma ainda que a empresa está a colocar mais ênfase nos produtos mobile e para o lar.

Andy Rubin, pai do Android, estará a ponderar vender a Essential

Com efeito, depois de a imprensa internacional dar conta do cancelamento do Essential Phone PH-2, temos novos rumores a apontar o desenvolvimento de um dispositivo Smart Home. Produto que deverá ser apresentado apenas em 2019.

Mais ainda, segundo as mesmas fontes a empresa poderá colocar o mercado mobile em pausa. Isto é, poderão ausentar-se do mercado de smartphones durante algum tempo enquanto se concentram em outras áreas.

Ainda assim, a Essential terá encetado negociações com a fabricante Foxconn e outra empresa. Isto para que pudessem desenvolver um novo dispositivo móvel, ficando a parte da produção delegada a estas empresas. Algo que também ajudaria a tecnológica a implementar-se no mercado dos dispositivos móveis.

Em última análise, a fraca recepção do Essential Phone PH-1 ter-se-á devido ao preço alto pedido por um smartphone Android sem provas dadas no mercado. Inicialmente custando perto de 700 dólares, o smartphone já se encontra por 399 dólares, ou menos.

Neste momento a única certeza é o clima de incerteza vivido dentro da empresa.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Xiaomi Redmi S2 – Primeiras impressões do novo smartphone

Android. Os 5 aspetos que fazem do HTC U12+ um ótimo equipamento

Em cerca de 3 anos, os Sony Xperia poderão desaparecer

Fonte 1, Fonte 2 |via

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).