Android. Xiaomi bateu um recorde nunca antes alcançado!

Vitor Urbano

Xiaomi smartphone topo de gama oferta oportunidadeHá um ano, Lei Jun - CEO da Xiaomi - revelou durante a conferência anual da marca que os objetivos para 2018 passavam por ultrapassar a marca de 100 milhões de unidades vendidas. Este objetivo bastante ambicioso já havia sido estabelecido em 2015, mas a fabricante não o conseguiu alcançar.

Agora, a empresa anunciou que conseguiu alcançar este objetivo no dia 26 de outubro. Ultrapassando assim a marca dos 100 milhões de smartphones vendidos dois meses antes do tempo previsto.

Vê ainda: Android vs iPhone: 5 características estreadas nos smartphones Android

Em 2015, apesar de se terem comprometido com o mesmo objetivo, a Xiaomi não apresentou argumentos para conseguir alcançar um número de vendas tão elevado. Um dos grandes motivos foi a sua fraca presença em lojas físicas, focando-se apenas nas vendas online.

Agora, durante os últimos dois anos, vimos a fabricante chinesa apresentar um crescimento sem precedentes, graças às suas novas estratégias de expansão. Desde então, a marca começou a apostar forte na sua expansão, afirmando a sua presença em mais de 80 países.

Xiaomi volta a afirmar-se como uma das maiores fabricantes do mundo ao atingir marca impressionante

Ainda mais, desde o início da sua expansão internacional, os seus smartphones conquistaram os utilizadores, posicionando-se no top 5 em 25 países. Para além disso, hoje em dia a marca não deposita todos os seus esforços nas vendas online. Durante os últimos dois anos, foram abertas mais de 1000 lojas oficiais da Xiaomi nos mais variados mercados.

Todas as alterações estratégicas da marca, aliadas à crescente qualidade e inovação dos seus smartphones, levaram ao seu inevitável sucesso e crescimento. No mais recente relatório financeiro, durante o segundo trimestre de 2018 a Xiaomi vendeu mais de 32 milhões de smartphones. Este valor representa um crescimento de 43,9% quando comparado com os valores alcançados no ano transato.

Não há dúvida de que o modelo de negócio implementado pela fabricante chinesa está a dar agora os seus primeiros frutos, e parece estar a cimentar as suas bases para que o seu crescimento continue de forma estável.

Certamente que podemos esperar que a Xiaomi continue a aumentar a sua presença nos mercados físicos em vários países, o que acabará por resultar num crescimento ainda maior. Não seria de estranhar se víssemos a marca escalar o ranking mundial de fabricantes de smartphones durante os próximos anos.

Editores 4gnews recomendam:

Huawei Honor FlyPods: Os concorrentes de baixo custo aos Apple AirPods

Google Play Store: 14 novos jogos grátis chegam à loja e tens de instalar

OnePlus 6T: Exemplos de fotografias antes da revelação oficial

Via

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.