Android Q dar-te-á uma visão mais detalhada do tempo que passas no Chrome

Carlos Oliveira
Comentar

A Google introduziu o Digital Wellbeing no Android Pie para que possamos ter maior controlo do tempo que passamos com o smartphone. Agora, com a eminente chegada do Android Q, a tecnológica decidiu adicionar o Chrome à lista de aplicações compatíveis com esta funcionalidade.

A integração do Digital Wellbeing com o Chrome já se encontra disponível na versão Canary do browser. Para ativar as suas potencialidades terás de dirigir-te a chrome://flags e ativar a flag #usage-stats.

Depois de ativa, deves reiniciar o Chrome Canary para que as estatísticas do seu uso passem a ser mostradas no painel do Digital Wellbeing. Será aí que terás acesso a todos os teus dados de utilização do browser da Google.

Agora poderás saber exatamente quanto passas em cada site

De entre as estatísticas disponíveis, cumpre destacar a possibilidade de vermos quanto tempo despendemos em cada site. Poderás igualmente adicionar limites de tempo para cada site em particular.

Chrome Digital Wellbeing
Imagem: Android Police

Ultrapassado o tempo definido, ser-te-á barrado o acesso ao site em questão. Os limites são diários, pelo que a partir da meia-noite de cada dia o cronómetro volta ao zero.

Para já isto está apenas disponível na beta 5 do Android Q

Por enquanto, todas as potencialidades da integração do Digital Wellbeing com o Chrome Canary só está disponível na beta 5 do Android Q. Se tens esta versão do sistema operativo instalada no teu smartphone, já podes usufruir de tudo aquilo acima descrito.

Quando aos restantes utilizadores que não façam parte do programa beta, teremos de esperar um pouco mais. Quando a versão final do Android Q chegar ao mercado, é certo que esta integração chegue igualmente à versão estável do Google Chrome.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.