ZTE Nubia Android Puro
A fabricante chinesa poderá seguir o caminho da Nokia e adotar o stock Android

O MWC (Mobile World Congress) 2018 já chegou ao fim e aí ficamos a conhecer as novas apostas de marcas de renome como a Samsung ou a Nokia. Contudo, tivemos também boas notícias da ZTE, uma fabricante chinesa que poderá passar a adotar o Android puro ou stock nos seus próximos smartphones da linha Nubia. Porquê? Para cuidar das necessidades dos consumidores.

Segundo a imprensa internacional, em vez de utilizar a UI da Nubia, a fabricante ZTE passaria a utilizar um Android puro nos seus smartphones. Ou pelo menos nas variantes destinas ao mercado internacional. Na China, o seu país natal, a Nubia UI continuaria a ser utilizada uma vez que reúne a preferência dos consumidores. O mesmo não sucede nos mercados ocidentais.

Vê ainda: 26 Apps gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Ora, aqui o principal motivo para utilização do Android puro ou stock será a facilidade com que os seus smartphones receberiam atualizações e patches de segurança. Com a Google a tratar do sistema operativo e das correções de segurança, quem mais beneficiaria seria efetivamente o consumidor.

Note-se que no mercado de dispositivos móveis Android as fabricantes costumam aplicar as suas própria interfaces ou máscaras. Chamemos-lhes “UI” ou “User interface”. Por norma cada fabricante vai desenvolvendo a sua, desde a Experience da Samsung, a OxygenOS da OnePlus, a MIUI da Xiaomi, etc. Cada uma representando a abordagem das fabricantes aquilo que deve ser (e parecer) a experiência de utilização do sistema operativo Android.

Android puro nos próximos smartphones ZTE Nubia

Agora, para os seus próximos smartphones ZTE Nubia, a marca terá decidido implementar o Android puro como solução definitiva. Adotarão também o Project Treble, a solução da Google para combater a fragmentação no seu sistema operativo Android. Será uma boa forma de garantir atualizações rápidas, frequentes e pontuais. Significará também uma experiência de utilização simples e limpa, algo que apelará aos consumidores ocidentais.

Será uma versão completamente desprovida das aplicações da marca ou da interface própria Nubia, algo implícito no conceito de “puro”. Desta forma, as versões globais dos próximos smartphones ZTE Nubia poderão apelar a mais consumidores, principalmente a quem não quiser uma interface extremamente alterada pela marca.

Já para o seu mercado natal, a China, a ZTE e a sua sub-marca, a Nubia, continuarão a utilizar a sua própria interface (UI). Desprovida das aplicações e serviços da Google. Pessoalmente acredito que seja uma boa decisão por parte desta construtora chinesa. Algo que gostaria de ver em mais marcas / fabricantes. Poderá, por exemplo a Huawei, seguir o seu exemplo?

E tu, gostas da experiência de utilização de Android puro? Deixa-nos a tua opinião.

Assuntos relevantes na 4gnews:

O que esperar do topo de gama Nokia 9?

Huawei P20 Lite. Provavelmente, o teu próximo smartphone

Xiaomi Mi Mix 2S será um marco importante para o mundo Android

Fonte |via

Mais na 4GNEWS

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).