Android Oreo estragou a minha fantástica experiência com o Google Pixel

Filipe Alves
Android Oreo estragou a minha fantástica experiência com o Google Pixel
Android Oreo no Google Pixel arruina a fantástica experiência!

A nova atualização Android Oreo está aqui! Os Google Pixel são, para já, os primeiros smartphones a correr este novo update e tenho de admitir que estou super insatisfeito com o produto que outrora roçava a perfeição.

Na nossa review do Google Pixel referi que o terminal da Google era a aquilo que sempre desejei num smartphone Android. O dispositivo era rápido, sem tretas, limpo e eficaz. Depois desta atualização do Android Oreo já não se pode dizer o mesmo.

Vê ainda: Google Play Store é a maior plataforma de Apps do mundo

Demorei umas semanas até que ganhasse coragem para atualizar o Sistema Operativo, muito porque queria evitar ter bugs que referi. Quando atualizei o smartphone, pediu-me de imediato que fizesse duas atualizações.

Com o patch de segurança de 5 de setembro, a versão instalada no meu equipamento é a mais recente versão do Android Oreo e exprimindo a minha satisfação em apenas uma palavra tinha de o dizer "desapontante".

Pessoalmente não sou um amante da barra de notificações em branco, porém, isso não passa de um gosto pessoal, mas o que me deixa extremamente insatisfeito é a falta de fluidez que o smartphone sofreu depois da atualização.

O terminal fecha aplicações constantemente, consome mais bateria do que era suposto e sofre de constantes lags simplesmente irritantes.

As aplicações que precisam de um "refresh" como o LiveScore (para ver resultados de futebol) não o fazem automaticamente, tenho de fechar a app via gestor de tarefas e abrir novamente, Facebook fecha espontaneamente sempre que vejo um vídeo e muitos jogos simplesmente não conseguem utilizar os dados de internet para jogar, tenho de estar conectado ao Wifi (resolve-se reiniciando o smartphone).

Android Oreo deixa o Google Pixel num dos piores flagships do mercado

O Facebook Messenger não me deixa atender ou fazer chamadas até reiniciar o dispositivo e o WhatsApp não recebe notificações até que feche a aplicação no gestor de tarefas e o abra novamente.

A notificação que é impossível esconder de "A App está a ser executada em segundo plano" irrita-me severamente e não dá para desligar essa notificação a não ser que se feche a app no gestor de tarefas ou instale uma app de terceiros para o fazer.

Ou seja, o novo Android Oreo deixou de me dar o controlo sob o smartphone de forma a poupar bateria e melhorar a gestão de RAM. O problema, é que não consegue fazer nenhum deles!

Se até ao momento tinha motivos para pensar em voltar para iOS, esta última semana só me deu mais razões para o fazer. O iOS 11 também está longe da perfeição, contudo, o nunca tive experiência tão má com um topo de gama como a deste Google Pixel com Android Oreo.

Não andei a gastar 700€ num smartphone para viver frustrado e a Google devia ter pensado nisso antes de lançar a atualização para o ar.

Consultei com amigos que também decidiram pela compra do Google Pixel e Pixel XL e o desagrado é unânime, Android Oreo arruinou a experiência de utilização.

Outros assuntos relevantes:

As 10 aplicações que deverás instalar no teu Apple iPhone 8!

Motorola Moto G4 Play já pode experimentar o Android Oreo 8.0

HTC U11 Plus pode chegar em breve com “Infinity Display”

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.