Android Go
Android Go, o novo “OS” mais leve

Se o teu smartphone ou tablet possuem recursos limitados ou a performance e desempenho dos mesmos deixa muito a desejar, a Google apresentou hoje, durante a conferência Google I/O 2017, uma possível solução. Já há algum tempo que a Google tem encetado esforços para aliviar o peso do sistema operativo nos recursos do smartphone. Está na hora de conhecer o Android Go.

Vê ainda: Câmara dupla nos smartphones low-cost são uma grande treta!

Foi durante a animada conferência, que teve lugar ontem e que já podem ver na íntegra, no final do artigo, que a Google anunciou este Android Go. Para que praticamente qualquer hardware consiga funcionar de forma fluída e, acima de tudo, funcional. Até mesmo aqueles com recursos limitados.

   

Eis o Android Go e o que ele representa!

Android Go
O Android está mais Lite

Após várias experiências e alguns fracassos como o Android One, chega agora o novo Android Go. Esta versão traz-nos toda uma nova filosofia quanto ao verdadeiro significado do Android enquanto sistema operativo.

A nova versão do sistema operativo da Google é concebida, de raíz, para correr de forma fluida, executar todas as tarefas e funcionalidades nos equipamentos com menos recursos. Para que até mesmo os equipamentos com apenas 512MB ou 1GB de memória RAM consigam proporcionar uma experiência de utilização agradável.

Para que este sistema operativo corresse fluidamente em dispositivos tão limitados foi necessário proceder a várias alterações no kernel e vários outros componentes do SO. Contudo, de acordo com a própria Google, o Android Go será a solução para estes equipamentos vintage ou de gama baixa.

Quando chegará o Android Go?Android Go

O Android Go chegará ao mesmo que o Android O. Trata-se, essencialmente, de um conjunto de funcionalidades e aplicações para Android criadas especificamente para os dispositivos mais limitados, seja a nível de hardware como a nível de tráfego de dados. Será particularmente relevante para os mercados e países em desenvolvimento, almejando proporcionar uma boa experiência de utilização para os orçamentos mais baixos.

O Android Go está dividido em 3 categorias essenciais. O sistema operativo em si (OS), as aplicações específicas para o Android Go como é o caso do Facebook Lite, YouTube Go, entre outras. Todo o sistema operativo estará otimizado para consumir poucos recursos, seja a nível de tráfego de dados – graças a uma nova API- como do hardware em si. Por sua vez, as aplicações do Android Go terão limitadores automáticos do uso da memória RAM.

A PlayStore (loja de aplicações da Google) é a terceira categoria e aqui a gigante tecnológica prometeu que os seus próprios serviços terão novas opções para poupança de dados. Desde o Chrome ao Youtube que terá a sua versão Lite (YouTube Go) que te dará uma pré-visualização dos vídeos com recurso a screenshots ou capturas de ecrã e informações sobre o tamanho e qualidade do vídeo. O utilizador poderá assim gerir mais facilmente o seu consumo de dados.

O Android Go chegará com o Android O e estará disponível para todos os smartphones com pouca RAM. Virá incorporado no próximo Android O bem como nas futuras versões. Espera-se que os primeiros smartphones a correr nativamente o Android Go cheguem em 2018.

Mais assuntos da Google I/O 2017:

Google Home será o novo telefone lá de casa

Google Lens torna a câmara do teu smartphone mais inteligente

Google Assistant estará agora disponível para iPhone!

FonteGoogle

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).