Android 12 vai acabar com uma frustração dos utilizadores do Google Fotos

Carlos Oliveira
Comentar

Como é sabido, o armazenamento ilimitado no Google Fotos termina em junho. A partir do primeiro dia do mês, os utilizadores terão 15GB de espaço distribuído entre o Fotos, Gmail, Drive e demais serviços.

Com efeito, todo o espaço conta e certamente os utilizadores não quererão ver parte dessa quota preenchida com capturas de ecrã. Esse flagelo prepara-se para ser resolvido, muito provavelmente com o lançamento do Android 12.

Android 12 vai impedir o backup automático de capturas de ecrã para o Google Fotos

Tal como aponta a XDA Developers, a Google fez uma alteração no documento que as fabricantes (OEM) têm de cumprir para usufruir dos seus serviços. Essa alteração visa impedir que as marcas gravem as capturas de ecrã na pasta DCIM.

Google Fotos

Este é um dado importante, pois esta é uma das pastas que os serviços como o Google Fotos ou Dropbox copiam automaticamente para os seus servidores. A pasta DCIM foi concebida para gravar fotos ou vídeos que o utilizador captura e deverão ser apenas esses a serem armazenados nestes serviços.

Marcas como a Samsung, Xiaomi, Oppo ou Realme têm o hábito de gravar as tuas screenshots nesta pasta. Para esses utilizadores, esta poderá ser uma opção frustrante, pois adiciona o trabalho de ter de as eliminar da sua conta no Google Fotos.

Com esta alteração, as fabricantes de smartphones devem começar a gravar as capturas de ecrã na sub-pasta Screenshots. Esta foge aos parâmetros de upload automático e deixarão assim de ocupar espaço desnecessário na tua conta no Google Fotos.

Caso seja teu desejo guardar as capturas de ecrã no Google Fotos, poderás fazê-lo manualmente. A intenção da Google com esta mudança é prevenir que estas imagens possam ocupar espaço desnecessário na conta dos seus utilizadores.

Importa, contudo, apontar que esta revisão de condições da Google ainda não entrou em vigor. Segundo o que é informado, trata-se ainda de uma proposta, o que significa que existe a possibilidade de a mesma não vir ser aplicada com o lançamento do Android 12.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.