Amazon baniu 3 mil vendedores de marcas chinesas por reviews falsas

Bruno Coelho
Comentar

Quando falamos em comércio online, a principal loja que nos vem à mente é a Amazon. A plataforma tem como grande baluarte colocar o consumidor em primeiro lugar. Mas nem por isso deixou de sofrer com marcas a tentar aproveitar-se do “sistema”.

Tal como noticiamos no passado, marcas relativamente conhecidas como a Aukey foram banidas pela Amazon acusadas de terem muitos produtos com reviews (análises de compradores) falsas ou incentivadas pelos vendedores.

Aukey ou RAVPower são duas das marcas chinesas visadas pelo banimento

Em entrevista à China Central Television, Cindy Tai, vice-presidente da Amazon, afirmou esta semana que foram já banidas mais de 3000 contas de vendedores na plataformas. Estas estariam ligadas a cerca de 600 marcas chinesas, onde se incluíam a referida Aukey ou também a RAVPower.

amazon

A executiva da Amazon afirma que esta ação não pretende visar a China ou qualquer outro país. Até porque afirma que estes fechos não tiveram impacto negativo no aumento geral de vendedores oriundos da China na Amazon.

A medida pretende apenas acabar com as reviews falsas ou incentivadas pelos vendedores. E veio à tona novamente após ter ganho voz num artigo do Wall Street Journal em junho.

Vendedores tentam trocar cartões presente por uma reviews positiva

A jornalista Nicole Nguyen afirmava à data que as reviews falsas continuavam a ser um problema na Amazon, relatando a sua experiência ao comprar um carregador da RAVPower.

Essa encomenda terá chegado à jornalista com um cartão presente (gift card) que seria utilizável em troca de uma review positiva. É importante referir que esta é uma prática repudiada pela Amazon.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.