Alternativa ao Android da Huawei chegará mais cedo que o previsto

Carlos Oliveira
1 comentário

De acordo com o jornal Global Times, o novo sistema operativo da Huawei poderá ser lançado em agosto ou setembro deste ano. Esta informação vem assim contradizer dados anteriores que referiam que a alternativa ao Android só chegaria no último trimestre do ano.

Sistema operativo da Huawei ficará conhecido como Oak OS fora da China

A mesma fonte refere ainda que o sistema operativo da Huawei será conhecido como Oak OS, fora da China. Já no seu mercado caseiro, o mesmo software terá a designação de HongMeng OS. Clarifica-se assim a existência de ambos os nomes registados nas entidades competentes.

As fontes desta publicação afirmam ainda que a Huawei tem trabalhado arduamente no desenvolvimento deste novo software. Este último ponto pode ser visto como uma resposta às recentes preocupações da Google face a esta alternativa ao Android.

Google vê potenciais problemas no sistema operativo da Huawei

Muito recentemente, a Google manifestou a sua preocupação relativamente ao novo Oak OS. Na eminência de perder o acesso ao Android em agosto, a Huawei estaria a acelerar o desenvolvimento da sua alternativa.

Este cenário poderia levar a que algumas falhas de segurança fossem deixadas no sistema operativo da Huawei. Por conseguinte, essas falhas poderiam revelar-se potenciais ameaças à segurança nacional de qualquer país onde este software fosse utilizado.

Conflito com os EUA acelerou o desenvolvimento do sistema operativo da Huawei

Ao que parece, este novo sistema operativo já estaria a ser desenvolvido desde 2012. Tal era visto como uma medida de precaução para uma eventual perda de acesso ao software da Google.

Essa preocupação acabou por concretizar-se mais cedo que o esperado. Assim sendo, a Huawei viu-se obrigada a acelerar o desenvolvimento do seu sistema operativo.

Importa notar que, por enquanto, ainda não temos dados concretos de como será este sistema operativo. É referido que o mesmo será compatível com aplicações Android. Na impossibilidade de usar os serviços Google, espera-se que a chinesa recorra à Aptoide como alternativa à Play Store.

1 comentário
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.